rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

África Lusófona Crime Detenção São Tomé e Príncipe

Publicado em • Modificado em

Adelino Izidro detido pela Polícia são-tomense

media
Adelino Izidro, advogado Téla Nón

 Adelino Izidro foi esta terça-feira detido pela polícia sob mandato do Ministério Público. O advogado é acusado pelo cidadão cabo-verdiano, Ilídio Tavares Moreira de prática de justiça privada.


O antigo deputado do MLSTP/PSD Adelino Izidro, advogado dos principais casos de corrupção do país desde a independência e expulso deste partido em 2010 depois de ter denunciado a corrupção no país, foi detido esta manhã em São Tomé pela polícia, por ordem do Ministério Público.

O incidente que remonta ao passado dia 7 de Outubro, teve lugar na zona de Monte Macaco. Ilídio Tavares Moreira foi detido por um guarda de Adelino Izidro, que o surpreendeu quando este roubava um cacho de bananas. O guarda espancou-o e depois levou-o até à residência de Adelino Izidro, onde foi lançado numa espécie de cela. Depois de algumas horas dentro de um contentor de produtos químicos, o homem terá sido alvejado, ferimentos que resultaram na amputação da perna direita. O cidadão cabo-verdiano de 49 anos, Ilídio Tavares Moreira, acusa o advogado são-tomense de prática de justiça privada.

O Ministério Público pede que o advogado se mantenha em prisão preventiva para evitar a reincidência do crime, no entanto alguns advogados pediram já a libertação imediata de Adelino Izidro, pois considerarem que este crime não é assim tão grave.

Os promenores com o nosso correspondente em São Tomé, Maximino Carlos.

Correspondência São Tomé e Príncipe 18/10/2011 Ouvir