rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acidente África África Lusófona Angola Avião Botsuana Moçambique Namíbia

Publicado em • Modificado em

Identificação das vítimas do acidente da LAM até ao final do mês

media
Avião das Linhas Aéreas de Moçambique

O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Gabriel Muthisse, disse nesta quarta-feira que a identificação dos corpos das vítimas do acidente de um aviao das Linhas Aéreas de Moçambique, em novembro, será concluída até ao final do mês.


O processo de indentificação teve início na semana passada e segundo o Instituto Nacional de Ciências Forenses da Namíbia, NFSI, até ao momento apenas 16 corpos das vítimas do desastre aéreo foram identificados, faltando apurar ainda a identidade de 17.

O NFSI é a instituição responsável pela realização de testes visando a identificação das vítimas do trágico acidente do voo TM470, que saiu de Maputo para Luanda no dia 29 de Novembro, tendo-se despenhado no Parque Nacional de Bwabwata, Namíbia.

As autoridades da Namíbia que presidem a comissão de inquérito  vieram agora acusar as autoridades moçambicanas de se ter precipitado na divulgação das causas do acidente. Em resposta a estas acusações, o ministro dos Transportes e Comunicações, Gabriel Muthisse, afirma que o país cumpriu com o seu dever, ou seja informar a população.

Recorde-se que a comissão de investigação ao voo TM470 das Linhas Aéreas de Moçambique o comandante do avião  teve a "clara intenção" de despenhar o aparelho. Alves Gomes, que é Vice-Presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, CTA, para a Área da Aviação Civil, disse estar convencido que o acidente certamente se devia uma situação catastrófica ocorrida com o avião em pleno voo.

Mais informação com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Moçambique 22/01/2014 Ouvir