rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Brasil-África
rss itunes

Crise leva brasileiros a optar pela África do Sul para aprender inglês

Por RFI

A desvalorização do real nos últimos anos atrapalhou os planos de muitos brasileiros que pretendiam passar uma temporada no exterior. Os preços de cursos de inglês nos Estados Unidos, por exemplo, praticamente dobraram nos últimos cinco anos. Isto fez com que a África do Sul, que não tem uma moeda tão forte, se transformasse em uma opção bastante atraente.

Amanda Lourenço, correspondente da RFI na África do Sul

Além do câmbio favorável, o país africano oferece muitas atividades ao ar livre e ainda lembra um pouco o clima descontraído do Brasil. Rafaela Costa, de 33 anos, empresária e desenvolvedora de jogos e aplicativos, optou pela Cidade do Cabo para estudar inglês por três meses.

"Desde o ano passado eu estava procurando um lugar para estudar inglês. Dei uma olhada na Austrália, no Canadá, mas escolhi Cape Town (Cidade do Cabo) por causa do custo-benefício. Nosso país está passando por uma crise, as portas estão se fechando, então vi tudo isso como uma oportunidade para aperfeiçoar meu inglês, fazer também um curso de gestão e fazer conexões com meu negócio no Brasil", conta a brasileira.

Rafaela explica que em sua área de tecnologia falar inglês é essencial para o crescimento profissional. "Como eu sempre estudei muito, emendei uma faculdade atrás da outra e depois pós-graduação, nunca tive tempo para estudar inglês. Com o tempo isso acabou se tornando um problema para mim. E agora, como eu tenho 33 anos, não tenho mais três, quatro anos para estudar línguas numa escola, por isso decidi vir para cá", relata.

Conciliar turismo e aprendizado da língua

José Carlos Amaral , aposentado de 71anos, também decidiu vir para a África do Sul com sua companheira para estudar inglês. O casal chegou há poucos dias, mas já está curtindo a Cidade do Cabo e visitando os pontos turísticos.

A Cidade do Cabo, na África do Sul. RFI/Amanda Lourenço

"Cada dia é uma expectativa diferente. Já fomos na Table Mountain, já passeamos pela praia, já fomos perto do estádio e já estamos programando outros passeios para domingo. Hoje vamos para Camps Bay para ver o pôr-do-sol. Cada dia é uma surpresa que o pessoal vai contando para a gente", conta José Carlos.

Uma das razões pelas quais o casal optou pela África do Sul foi o câmbio. "Não fui pra Londres porque a libra está muito cara e nos outros países é igual. Então vim para cá e até agora, estou gostando", opina o aposentado.

Esportes radicais e fauna exuberante também são atrativos

Com uma área duas vezes maior que a França e uma fauna exuberante, a África do Sul é a escolha de quem deseja aprender inglês e tem um certo espírito de aventura. É possível visitar vinícolas, fazer trilhas, surfar e até saltar do maior bungee jump do mundo, localizado a seis horas de carro da Cidade do Cabo.

Bruno Contrera, gerente de cursos da agência de intercâmbio STB, explica o interesse pelo país: "A África do Sul é um destino diferenciado que une o turismo de aventura com o ensino do idioma. O brasileiro sempre busca também o custo-benefício, então com a alta do dólar as escolas acabaram fazendo preços bem promocionais para atrair os brasileiros para as escolas do país. A África do Sul é um destino legal para aprender o idioma e é um lugar bem hospitaleiro", argumenta Contrera.
 

Artista brasileira faz residência em centro cultural que combateu o apartheid

Agência de brasileira promove roteiros personalizados na África do Sul

Especialização em Pilates ajuda brasileira a superar trauma familiar em Durban

Brasil tem participação de peso em principal festival de teatro da África Ocidental

Ana Marcela Cunha, tricampeã mundial de maratona aquática, fala sobre experiência na África do Sul

Casal brasileiro se destaca na gastronomia sul-africana com venda de pão de queijo

Pobreza dificulta luta contra terrorismo, diz embaixadora do Brasil no Burkina Faso

Atriz brasileira Chica Carelli leva peça inspirada em "Ubu Rei" a Cabo Verde

Brasileiros contam experiência de saltar do maior bungee jump do mundo, na África do Sul

Brasileiro cria livro de histórias em países lusófonos com a palavra “púrpura”