rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Líbia Crise migratória Mar Mediterrâneo

Publicado em • Modificado em

Mais de 900 migrantes ilegais são resgatados à deriva na costa da Líbia

media
Outros migrantes foram resgatados durante a semana na costa da Líbia. REUTERS/Stefano Rellandini

Centenas de migrantes vindos da Ásia e da África, que navegavam para a Europa, foram socorridos diante do litoral da Líbia neste sábado (17). A operação foi confirmada pela marinha do país norte-africano.


Foram interceptadas cinco lanchas pneumáticas e um barco de madeira transportando 906 migrantes ao norte de Sabratha, no oeste de Trípoli, segundo o porta-voz da Marinha líbia. Uma das lanchas estava quase naufragando e a embarcação de madeira não tinha motor.

A bordo dos barcos havia 98 mulheres, sete delas grávidas, e 25 crianças. Os migrantes foram levados para o centro de detenção al-Nassr, em Zawia, na Líbia. Segundo as autoridades locais, entre os clandestinos havia cidadãos vindos do Paquistão, Bangladesh, Egito e Marrocos, além de outros países africanos.

A cidade de Sabratha se tornou um dos principais pontos de partida dos migrantes que querem cruzar o Mar Mediterrâneo para chegar à Europa a partir da Líbia.

Os migrantes capturados ou resgatados pela guarda costeira líbia são geralmente colocados em centros de detenção antes de serem enviados para seus países de origem. Mas muitos acabam sendo soltos e tentam novamente cruzar o Mar Mediterrâneo com a ajuda de redes de coiotes, cada vez mais presentes na Líbia, que vive em pleno caos desde a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011

O litoral italiano fica situado a menos de 300 quilômetros da costa líbia.