rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

África Imigração Naufrágio Líbia

Publicado em • Modificado em

Bebês mortos são resgatados após naufrágio que deixou mais de 100 desaparecidos na Líbia

media
Alé dos corpos de três bebês, mais de 100 pessoas ainda estão desaparecidas Mahmud TURKIA / AFP

Os corpos de três bebês foram resgatados e mais de 100 pessoas estão desaparecidas após o naufrágio, nesta sexta-feira (29), de uma embarcação de imigrantes ao longo da costa da Líbia. A informação, divulgada pelos sobreviventes, foi confirmada por membros da Guarda Costeira local.


Cerca de 120 imigrantes estavam a bordo de um bote inflável no momento do naufrágio, ocorrido a seis quilômetros da costa líbia. A embarcação zarpou de madrugada da cidade costeira de Garabulli, 50 quilômetros ao leste de Trípoli.

Algumas horas após o início da travessia, houve uma explosão a bordo e o motor pegou fogo. Diante das chamas, os migrantes tentaram se proteger, concentrando-se em um dos lados do bote, que naufragou em seguida.

Sobreviventes disseram que várias famílias marroquinas estavam a bordo, assim como iemenitas. Entre os desaparecidos estão dois bebês e três crianças de 4 a 12 anos, além de pelo menos 10 mulheres.

Na operação, apenas 16 pessoas foram resgatadas. Elas foram levadas para a região de Al-Hmidiya, 25 quilômetros ao leste da capital líbia. Segundo agentes da Guarda Costeira, eles foram localizados por pescadores, que alertaram a Marinha.

Em pouco mais de 10 dias, as autoridades locais já resgataram centenas de imigrantes. Para milhares de africanos, a Líbia é um dos principais países de destino e de trânsito para a costa europeia.

(Com informações da AFP)