rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Tunísia : Boca de urna aponta vitória do professor Kais Saied

Zimbábue Robert Mugabe Enterro

Publicado em • Modificado em

Corpo de ex-ditador do Zimbábue é sepultado 22 dias após sua morte

media
La veuve de Robert Mugabe, Grace, devant le portrait de l'ancien président zimbabwéen lors de son enterrement, le 28 septembre 2019. Jekesai NJIKIZANA / AFP

O ex-presidente do Zimbábue Robert Mugabe, que esteve no poder por 37 anos, foi sepultado neste sábado (28) em sua aldeia natal de Kutama (noroeste) na presença de familiares e centenas de seguidores.


Coberto com a bandeira nacional, o caixão com o corpo de Mugabe foi enterrado no quintal de uma propriedade familiar, após uma cerimônia sóbria na presença de seus parentes mais próximos. A viúva do ex-presidente, Grace Mugabe, e membros da família depositaram rosas brancas sobre o caixão, enquanto um coral formado por alunos de uma escola secundária local entoava uma série de cantos.

O "herói" da independência que se transformou em ditador morreu em 6 de setembro, aos 95 anos, em um hospital de luxo em Cingapura, onde ele recebia tratamento há vários anos.

Obrigado a renunciar ao poder há dois anos, após um golpe do exército e de seu partido, Mugabe deixou como legado um país mergulhado na repressão e arruinado por uma crise econômica gigantesca, que mantém na pobreza grande parte da população.

O sepultamento põe fim a uma queda de braço entre parentes do ex-chefe de Estado e seu sucessor. O atual presidente, Emmerson Mnangagwa, esperava que o corpo de Mugabe repousasse em Harare, a capital, no campo dos heróis da nação, o Panteão Nacional. Sua família finalmente teve a última palavra.