rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Casamento Homossexuais México

Publicado em • Modificado em

Celebrado 1° casamento gay em prisão mexicana

media
Reuters

Cidade do México aprovou a união entre pessoas do mesmo sexo em dezembro de 2009 e, desde então, uniu oficialmente cerca de 400 casais. A maioria tem entre 30 e 40 anos de idade.


Seis casais de mulheres se casaram, nesta segunda-feira, em uma prisão da Cidade do México. A celebração é inédita: "Pela primeira vez no sistema penitenciário da capital, seis casais do mesmo sexo decidiram unir suas existências", diz o comunicado publicado no site na internet da prefeitura. Famílias e amigos participaram da cerimônia no presídio de Santa Marta.

O casamento gay foi legalizado na Cidade do México em 21 de dezembro de 2009.

No último mês de agosto, a Suprema Corte de Justiça da Nação determinou a constitucionalidade das uniões e sua validade no restante do país, após várias controvérsias apresentadas pelo governo federal e Estados mexicanos de tendência conservadora. A determinação não implica que cada estado está obrigado a legislar para realizar casamentos gays, mas sim que deve reconhecê-los.

Desde que a lei na Cidade do México entrou em vigor, já foram registrados cerca de 400 casamentos entre pessoas do mesmo sexo. A maioria dos casados tem entre 30 e 40 anos de idade. Quatro uniões foram de casais com idades entre 71 e 90 anos.

Além de permitir o casamento, a Suprema Corte do México também determinou que casais gays podem adotar crianças, decisões duramente criticadas pela Igreja Católica do país.

Em julho, o casamento homossexual foi aprovado na Argentina, com apoio da presidente Cristina Kirchner. Outros países onde a união gay é reconhecida nacionalmente são: Holanda, Bélgica, Espanha, Portugal, Noruega, Suécia, Islândia, Canadá e África do Sul.