rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Acordo América do Norte Economia Empresas Internet e novas tecnologias

Publicado em • Modificado em

Microsoft concretiza aquisição da Skype por US$ 8,5 bilhões

media
Steve Ballmer (à esq.) diretor de Microsoft et Tony Bates, diretor de Skype durante coletiva em San Francisco. Reuters / Susana Bates

Gigante da tecnologia norte-americana anunciou compra da empresa, que fornece serviço de ligações telefônicas via voz e vídeo pela internet. Aquisição é a maior compra da história da Microsoft


Flávio Botelho, em colaboração com a RFI

Reviravolta no mundo da tecnologia: a Microsoft anunciou a compra do Skype, serviço de ligações telefônicas com voz e vídeo feita a partir de comunicação VoIP pela internet. A confirmação da compra, que gira em torno de US$ 8,5 bilhões de dólares, foi feita nesta terça-feira e representa a maior aquisição da história da Microsoft, que declarou que o negócio já foi aprovado entre os conselhos administrativos de ambas as empresas.

O presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, comentou a aquisição em comunicado nesta terça-feira. "Juntos, vamos criar o futuro da comunicação em tempo real para que as pessoas possam facilmente se conectar à família, amigos e clientes em qualquer lugar do mundo", disse.

Pelo lado da Skype, o presidente-executivo da companhian, Tony Bates, justificou a venda por acreditar que a Microsoft é a empresa ideal para garantir o futuro do serviço de comunicação de voz por IP. A aquisição da Skype criará uma nova divisão de negócios dentro da Microsoft, cujo cargo mais alto será ocupado pelo próprio Bates.

Apesar da grande repercussão e da atual importância no cenário tecnológico mundial, a Skype ainda não pode ser considerada uma empresa lucrativa. Mesmo com um balanço positivo no final de 2010, a companhia de comunicação VoIP possui uma dívida de US$ 686 milhões.

Essa não é a primeira vez que a Skype é adquirida por uma outra empresa. Em 2005, o site de leilões online norte-americano eBay havia comprado o a companhia de comunicação VoIP por US$ bilhões, mas repassou 70% das ações para um grupo de investidores em 2009.