rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Barack Obama CIA Crise financeira Economia Eleições Americanas 2012 Estados Unidos

Publicado em • Modificado em

Barack Obama dá primeira entrevista coletiva após reeleição

media
Barack Obama durante a primeira entrevista coletiva após sua reeleição. REUTERS/Larry Downing

O presidente Barack Obama respondeu às perguntas dos jornalistas durante a primeira entrevista coletiva após sua reeleição. Economia, imigração e o escândalo envolvendo o alto escalão da CIA fizeram parte dos temas abordados pelo chefe da Casa Branca nessa quarta-feira em Washington. 


Todos estavam aguardando uma reação de Barack Obama sobre o escândalo envolvendo o chefe da CIA David Petraeus durante esse primeiro encontro do presidente norte-americano com a imprensa após sua reeleição. O militar, acusado de adultério, algo que fere o código de conduta da instituição, já pediu demissão, mas o assunto ainda provoca polêmica e o Congresso exige explicações sobre o caso. 

Segundo Obama, o episódio não representa nenhum risco para o país. “Eu não tenho nenhuma prova, pelo que vi até agora, de que informações que teriam conseqüências negativas para a nossa segurança nacional tenham sido divulgadas”, disse o chefe da Casa Branca. "Mas eu não quero fazer comentários sobre detalhes do caso", ressaltou Obama, lembrando que uma investigação ainda está em andamento.

O presidente começou a entrevista coletiva lembrando que a economia norte-americana continua em fase de retomada. O chefe de Estado confirmou que a luta contra o desemprego e pelo crescimento do país são as suas prioridades nesse segundo mandato. Obama também se disse disposto a chegar a um acordo com os republicanos para evitar o "abismo orçamentário", nome dado aos cortes de despesas e aumentos de impostos que devem entrar em vigor a partir de 1º de janeiro. "Eu estou aberto a novas ideias", disse o presidente.

O chefe da Casa Branca também afirmou que pretende estudar um projeto de lei sobre a imigração logo após tomar posse oficialmente, em janeiro. Esse é um dos temas mais esperados do segundo mandato de Obama.