rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Edward Snowden Documento Serviço Secreto Espionagem NSA The Intercept Glenn Greenwald

Publicado em • Modificado em

The Intercept revela nova leva de documentos secretos de Snowden

media
Nova leva de documentos relativos às atividades da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA) foram revelados nesta segunda-feira (16) pelo site The Intercept. The Intercept (

O site The Intercept, do jornalista ganhador do prêmio Pulitzer, Glenn Greenwald, revelou na tarde desta segunda-feira (16) mais uma leva significativa de documentos fornecidos por Edward Snowden, antigo funcionário da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA).


Snowden, hoje refugiado político na Rússia, foi responsável pelo vazamento de informações secretas relativas ao sistema de vigilância do governo americano para o mundo em 2013.

Segundo o anúncio publicado no site The Intercept, trata-se apenas do primeiro lote de novos documentos da NSA, chamados de boletins SIDtoday, conhecidos como os comunicados internos semanais da divisão mais importante da NSA, a Signals Intelligence Directorate. São ao todo 166 arquivos secretos datados de 2003 e a previsão de Glenn Greenwald é revelar todo o material datado até 2012.

O novo lote de documentos traz, entre outras revelações, novas informações sobre a participação da NSA nos interrogatórios internos dentro da prisão de Guantánamo, inaugurada meses após os ataques de 11 de setembro de 2011 para abrigar estrangeiros acusados de atentar contra os Estados Unidos. Guantánamo se tornou, ao longo do tempo, objeto de várias controvérsias e denúncias de violações de direitos humanos e se encontra na mira do presidente norte-americano Barack Obama, que apresentou um projeto para fechar a prisão em fevereiro deste ano.

Guantánamo, espionagem e segredos

Além dos documentos secretos sobre Guantánamo, os arquivos de Edward Snowden revelados pelo Intercept nesta segunda-feira trazem ainda as histórias de espionagem “mais intrigantes” (segundo The Intercept) relativas à campanha no Iraque, às campanhas anti-terroristas norte-americanas, aos avanços nucleares norte-coreanos e à crescente demanda pelos serviços da NSA.

Além disso, também se encontram disponíveis no novo lote de revelações mais de 4,5 mil histórias publicadas nos diários dos agentes do SIDtoday, que mostram desde o dia-a-dia dos espiões da divisão mais importante da Agência de Segurança Nacional norte-americana, até detalhes de como as investigações mais delicadas eram levadas a cabo.

Glenn Greenwald, do The Intercept, afirma que todos os novos documentos do arquivo de Snowden, revelados a partir de hoje, ganharam introduções e classificações para facilitar o entendimento do leitor e para ajudar a contextualizar cada uma das novas informações, segundo previamente acordado com Edward Snowden ainda na época das primeiras revelações, em 2013.