rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Estados Unidos Tiroteio Califórnia

Publicado em • Modificado em

Tiroteio deixa dois mortos na Califórnia

media
Polícias fazem vistoria nos corredores e salas após um tiroteio na Universidade da Califórnia - UCLA e deixou duas pessoas mortas. Kara Leung/UCLA/Handout via REUTERS ATTENTION EDITORS

Nesta quarta-feira (1) um tiroteio trouxe pânico à Universidade da Califórnia - UCLA e deixou duas pessoas mortas. O atirador ainda não foi identificado, mas muitos estudantes publicaram mensagens nas redes sociais identificando a vítima como William Scott Klug, professor de engenharia mecânica e aeroespacial.


Cleide Klock, correspondente da RFI em Los Angeles

A Universidade abriga 40 mil estudantes e foi cercada pela Swat - polícia de elite dos Estados Unidos. Os alunos tiveram que ficar trancados nas salas de aula até todo o campus ser inspecionado. Porte e posse de armas de fogo são proibidos na UCLA.Todos foram também revistados. De acordo com as investigações, um homem teria dado três tiros em uma das salas do prédio da engenharia, matou outro homem e se suicidou na sequência.

Segundo a imprensa americana, um aluno teria atirado no professor de engenharia William Klug, de 39 anos. Vizinha da universidade, a escola de ensino fundamental Warner também foi fechada "por precaução", de acordo com as autoridades do Departamento de Educação de Los Angeles. "Temos centenas de agentes no campus, avaliando a situação", declarou o chefe da segurança da UCLA, James Herren, destacando que o FBI, a Polícia Federal americana, intervirá no caso.

Durante o incidente, estudantes e funcionários foram  vistos deixando os prédios de braços levantados. Alguns foram imobilizados no chão, enquanto os agentes procuravam por armas. Por celular, a universidade alertou os alunos sobre o tiroteio e orientou-os a buscar abrigo.  O crime aconteceu dois dias antes do término do ano letivo e no mesmo dia que a seleção brasileira treinaria no Campus da Universidade. O treino foi transferido para o estádio do LA Galaxy, mesmo local que o time estava treinando nos últimos dias. 

Kaká sofre contusão

Nesta quarta-feira, o jogador Kaká (Orlando City), que havia sido escalado de última hora para substituir Douglas Costa, foi cortado da seleção por causa de dores e uma lesão muscular. "O Kaká teve uma desconforto no treinamento. Foi feito um exame de imagem. Precisaria ficar 20 dias sem treinar", disse o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi.

Para o lugar de Kaká foi convocado Paulo Henrique Ganso, meia do São Paulo, que está vivendo uma ótima fase. A última vez que ele foi convocado para a seleção foi na Olimpíada de 2012. Ainda não foi confirmado quando o jogador chega em Los Angeles.

A Copa América Centenário começa na próxima sexta-feira (3), quando o time dos Estados Unidos enfrenta a Colômbia, no estádio Levi's, em Santa Clara, na Califórnia. O primeiro jogo do Brasil será contra o Equador, no sábado (4), em Pasadena, Los Angeles. Esse é o maior evento de futebol nos Estados Unidos desde a Copa do Mundo de 1994.

(Com informações da AFP)