rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Califórnia Barragem Risco Ambiental Estados Unidos

Publicado em • Modificado em

Risco de ruptura de barragem na Califórnia provoca evacuação de mais de 188 mil

media
A barragem de Oroville, na Califórnia, corre o risco de romper por conta de uma erosão REUTERS/William Croyle

As autoridades americanas determinaram neste domingo (12) a evacuação imediata de 188 mil pessoas que vivem perto da barragem de Lake Oroville, no norte da Califórnia, que corre o risco de romper depois das fortes chuvas registradas nos últimos dias.  


De acordo com um comunicado divulgado pelas autoridades da Califórnia, não se trata de um “exercício porque o risco é real”. A tampa da borda de concreto do dique auxiliar de emergência da estrutura pode provocar uma gigantesca inundação do rio Feather, por conta de uma erosão. A barragem fica a 120 quilômetros de Sacramento, capital do estado.

As autoridades estão liberando 2.830 metros cúbicos de água por segundo através do desague principal e conseguiram, no domingo, uma diminuição da reserva até um nível que não provoca fluxo para o desague auxiliar danificado. A informação é do porta-voz do departamento de Recursos Aquáticos, Doug Carlson, citado pelo jornal.

Também são utilizados blocos de cimento para conter o fluxo e liberaram um parte do lago para “desviar” a inundação. A barragem fica no leste de Oreville, cidade com mais de 16 mil habitantes.

Construída entre 1962 e 1968, a estrutura tem 230 metros de altura, o que faz dela a maior barragem dos EUA. Centenas de abrigos foram montados em Chico, a cerca de 30 quilômetros do noroeste da cidade, mas as estradas que dão acesso à cidade estão bloqueadas pelos veículos que tentam fugir da área ameaçada.

Estado de emergência

O governador Jerry Brown decretou estado de emergência para reforçar as equipes de resgate na região. Em um comunicado, ele prometeu enviar os recursos necessários para enfrentar a situação. “As condições são complexas e evoluem rapidamente”, declarou.