rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Donald Trump James Comey FBI Estados Unidos

Publicado em • Modificado em

“Covarde”, diz Donald Trump sobre ex-diretor do FBI

media
O presidente americano Donald Trump chega ao aeroporto de Newark em 9 de junho de 2017. REUTERS/Yuri Gripas

O presidente americano Donald Trump acusou neste domingo (11) o ex-chefe do FBI James Comey de "covarde" por ter vazado para a imprensa informações comprometedoras de suas reuniões privadas nas quais o presidente americano tentava impedir parte das investigações sobre a interferência russa nas eleições americanas.


"Acredito que os vazamentos de James Comey serão muito mais relevantes do que qualquer um poderia pensar. Totalmente ilegais? Muito covarde!", escreveu Trump em seu Twitter.

O presidente dos EUA acusou o ex-diretor do FBI, James Comey, de mentir nesta sexta-feira (9) após uma audiência muito comentada no Senado americano de Comey, abruptamente demitido no último dia 9 de maio.

Na ocasião, James Comey afirmou sob juramento que o presidente havia lhe solicitado para desistir de uma parte da investigação sobre possíveis interferências da Rússia que apontavam para o general Michael Flynn, ex-conselheiro de segurança nacional de Trump.

Durante a dramática audiência, o ex-diretor do FBI admitiu ter vazado para a imprensa, por meio de um amigo, notas registradas durante encontros privados com Donald Trump, ponto polêmico que pode servir para o presidente americano ameaçar Comey na justiça.

"Ele deu suas notas a um professor de Direito (Universidade de Columbia) porque ele não soube agir como um homem e dar suas notas diretamente para a mídia quando ele queria fazê-lo", acusou nesta sexta-feira (9) o diretor de campanha de Donald Trump, Corey Lewandowski.