rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Estilista Azzedine Alaïa morre aos 77 anos em Paris

Tempestade Furacão Tragédia Estados Unidos

Publicado em • Modificado em

Tempestade Harvey é tragédia mais cara dos EUA: US$ 42 bilhões

media
Desabrigados pela tempestade tropical Harvey em Houston, Texas, em 28 de agosto de 2017. Texas Military Department/Handout via REUTERS

A tempestade tropical Harvey atinge novamente nesta quarta-feira (30) a fronteira entre os estados do Texas e da Louisiana, causando novas precipitações na região Sul dos Estados Unidos, paralisada pelas inundações históricas.


O furacão, que atingiu a costa norte-americana na sexta-feira (25) à noite, a cerca de 350 km de Houston, já matou 18 pessoas, e deixou dezenas de milhares de desabrigados. O dano é estimado em 42 bilhões de dólares, um dos mais caros na história norte-americana.

Houston, a quarta aglomeração mais populosa do país, com cerca de 6,8 milhões de habitantes, passou por cinco dias consecutivos de chuvas intensas. Entre 10 a 30 cm de precipitação ainda são esperados pelos meteorologistas ao norte e a leste da metrópole, bem como no sudoeste da Louisiana.

Em Nova Orleans, o fantasma do Katrina

No entanto, as chuvas devem diminuir em Houston à medida que a tempestade se aproxima da Louisiana. Harvey deverá se enfraquecer à medida que avança para o interior e deverá chegar na quinta-feira (31) ao Mississippi, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS). Mas em Nova Orleans, cidade que foi devastada há 12 anos pelo Katrina, as autoridades e a população se preparam nesta quarta para a chegada do Harvey.

O serviço meteorológico dos Estados Unidos prevê que a tempestade será rebaixada a depressão tropical (ventos com velocidade de até 61 km/h) nesta quarta-feira à noite. De acordo com números fornecidos na manhã de terça-feira (29) pelas autoridades, aproximadamente 50 mil habitações sofreram danos devido às inundações.

Uma indústria química do grupo francês Arkema também foi evacuada, bem como a população vivendo em um raio de 2,5 km ao redor da instalação. As autoridades temem uma explosão.