rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Incêndio Estados Unidos Califórnia

Publicado em • Modificado em

Centenas de pessoas continuam desaparecidas após incêndios na Califórnia

media
Equipes de bombeiros tentam conter as chamas e encontrar as centenas de desaparecidos. REUTERS/Jim Urquhart

O balanço de mortos vítimas dos incêndios na Califórnia subiu para 35 neste sábado (14). Porém, as autoridades temem que esse número seja bem maior, já que pelo menos 300 pessoas ainda estão desaparecidas.


Mais de 800 km2 de áreas residenciais, florestas e outras propriedades foram devastados pelo fogo desde domingo (8) na chamada região do vinho deste estado da costa oeste dos Estados Unidos, informou o Corpo de Bombeiros (CalFire). "Esses incêndios foram extremamente destrutivos, com uma estimativa de 5.700 estruturas atingidas. Enquanto equipes de resgate continuam em busca de desaparecidos, o balanço de mortos subiu para 35", indicou o CalFire em comunicado.

O prognóstico para este sábado é que o fogo continue aumentando devido a força do vento, que deve diminuir apenas durante a noite. Mais de 100 mil pessoas tiveram que deixar suas casas.

Os incêndios florestais são comuns no oeste dos Estados Unidos durante a estação de seca nos meses mais quentes. Mas os desta semana foram os mais fatais na história da Califórnia, segundo as autoridades.

O incêndio do parque Griffith, em Los Angeles, em 1933, teve um balanço de 29 mortos. Dois anos antes, 25 pessoas morreram no incêndio de Oakland Hills.

(Com informações da AFP)