rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Venezuela Nicolás Maduro Oposição Diálogo República Dominicana

Publicado em • Modificado em

Maduro e oposição venezuelana retomam diálogo na República Dominicana

media
O presidente da Venzuela, Nicolás Maduro, em Caracas, em outubro de 2017. REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

O governo de Nicolás Maduro e a oposição retomaram nesta sexta-feira (1º), na República Dominicana, as negociações para buscar saídas para a grave crise venezuelana, marcadas pelo ceticismo.


Os delegados de Maduro e da oposição da Mesa da Unidade Democrática (MUD) se sentaram frente a frente na mesa, na sede da chancelaria dominicana, após manter encontros anteriores em separado com os observadores internacionais do processo.

"Viemos determinados a lutar pelos direitos básicos dos venezuelanos, direito à saúde, direito à alimentação, direito ao voto, direito à democracia", declarou o líder da delegação da MUD, Julio Borges, antes de entrar na sede diplomática.

Fim das sanções

"Escutaremos o que a oposição vem dizer, mas nós viemos exigir o fim imediato das agressões econômicas contra a Venezuela", expressou Jorge Rodríguez, principal negociador do chavismo, referindo-se às sanções financeiras dos Estados Unidos contra a Venezuela, pelas quais responsabiliza a MUD.

O presidente da República Dominicana, Danilo Medina, disse esperar que a "boa vontade" se imponha com resultados positivos. As negociações, acompanhadas por México e Chile - convidados pela MUD - e Bolívia, Nicarágua e São Vicente e Granadinas - aliados de Maduro - duram até sábado (2).

As partes voltam à mesa após aproximações frustradas entre 2014 e 2017 por acusações mútuas de descumprimentos.

(Com informações da AFP)