rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

EUA Donald Trump Casa Branca Saúde

Publicado em • Modificado em

Trump não tem problemas cognitivos e sua saúde é excelente, diz médico da Casa Branca

media
O presidente americano Donald Trump está em ótima saúde REUTERS/Carlo Allegri

A saúde do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é "excelente" e não há indícios de que ele sofra de problemas cognitivos. O anúncio foi feito nesta terça-feira (16) por Ronny Jackson, o médico da Casa Branca.


Em uma coletiva de imprensa, Jackson afirmou que Trump, 71 anos, está em ótima forma, apesar de estar acima do peso e de ter uma alimentação rica em gordura. Segundo ele, o presidente americano não só tem condições físicas de terminar o mandato, como poderia continuar no comando do país se fosse reeleito.

Jackson informou que o presidente tem 1,90 metros de altura, 108 quilos de peso, 68 de frequência cardíaca em repouso e 122/74 de pressão arterial. Os índices são normais. De acordo com ele, Trump não tem nem um sinal de Alzheimer ou outra doença.

"Todos os dados indicam que o presidente está saudável e que continuará assim enquanto durar sua Presidência", disse o médico. Trump, que recentemente enfrentou uma série de especulações sobre sua saúde mental, pediu um exame cognitivo no qual se saiu "extremamente bem". Os exames estão sendo divulgados uma semana depois do lançamento do livro “Fogo e Fúria”, no qual o autor Michael Wolff descreve o presidente como infantil e de humor variável.

A avaliação foi feita com o teste Montreal Cognitive Assessment (Avaliação Cognitiva de Montreal, ou MoCA), no qual Trump obteve um índice 30/30, disse Jackson. "Ele não tem problema cognitivo ou mental ", insistiu o médico, acrescentando que, segundo seu conhecimento, é a primeira vez que um presidente americano se submete a esta avaliação no exercício de suas funções.

Capacidade cardíaca incrível

De acordo com o médico, a capacidade cardíaca de Trump é “incrível” para sua idade, em função, principalmente, de sua vida de abstinência de tabaco e álcool. Ele afirmou, entretanto, que vai estabelecer uma dieta para que o presidente tente reduzir "todo o que puder" em calorias, gorduras e carboidratos que consome.