rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Donald Trump James Comey FBI

Publicado em • Modificado em

Antes de ser lançado, livro de ex-chefe do FBI demitido por Trump já é sucesso de vendas

media
O ex-diretor do FBI James Comey. ©REUTERS/Jonathan Ernst

O livro do ex-diretor do FBI James Comey será lançado no próximo mês, mas já atingiu o primeiro lugar entre os livros mais vendidos pela Amazon, impulsionado pelos ataques do presidente Donald Trump.


Durante o fim de semana, "A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership" ("Uma Lealdade Superior: Verdade, Mentiras e Liderança") atingiu a primeira posição na lista do gigante do comércio eletrônico. Nesta segunda-feira (19), ocupava o segundo lugar, mas seguia liderando na categoria não-ficção.

Trump chamou Comey de "mentiroso" em uma série de tuítes sobre a investigação do Departamento de Justiça sobre o alegado conluio entre a campanha eleitoral do presidente e a Rússia.

"Senhor Presidente, os americanos ouvirão minha história em pouco tempo e poderão julgar quem é honrado e quem não é", respondeu Comey no Twitter.

O livro será lançado em 17 de abril, quase um ano depois de sua demissão.

Pressões e exigências

Trump, irritado com a direção tomada pela investigação que Comey liderava, o demitiu de repente em maio de 2017. Após sua partida, Comey disse que foi pressionado pela Casa Branca para parar a investigação e que o presidente havia exigido "lealdade".

A venda antecipada do livro de Comey pareceu acelerar após a demissão na sexta-feira do vice-diretor do FBI, Andrew McCabe.

McCabe, que era o segundo de Comey e o defendeu depois que Trump o demitiu, foi acusado pelo Departamento de Justiça de mentir em uma investigação interna e divulgar informações aos meios de comunicação.

(com informações da AFP)