rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Brasil/Itália : Bolsonaro afirma que vai extraditar italiano Cesare Battisti se for eleito

Vulcão Havaí Terremoto

Publicado em • Modificado em

Forte terremoto atinge o Havaí após erupção de vulcão

media
O vulcão Kilauea entrou em erupção na quinta-feira, 3 de maio de 2018. AFP

Um forte terremoto atingiu o Havaí nesta sexta-feira (4), na mesma região do vulcão Kilauea que está em erupção e ameaça centenas de moradias. Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGC), o tremor de magnitude 6,9 é o pior registrado no Havaí desde 1975. Não há vítimas, mas várias casas foram destruídas.


Desde a segunda-feira (30), foram registrados mais de 100 terremotos na região, a maioria com menos de 2 graus de magnitude. Os tremores provocaram a erupção do Kilauea na quinta-feira (3).

O epicentro do terremoto ocorreu a uma profundidade de cinco quilômetros, a 16 km de Leilani Estates, uma das localidades mais ameaçadas pelo vulcão. Quase 800 residências correm risco e 1.700 moradores estão sendo retirados preventivamente de suas casas.

Estado de emergência

As autoridades decretaram estado de emergência. O governador do Havaí, David Ige, também mobilizou as tropas da Guarda Nacional no arquipélago e pediu aos 10 mil habitantes da região que obedeçam os conselhos de segurança da Defesa Civil. "Por favor, fiquem alerta e preparados para manter suas famílias a salvo", tuitou Ige.

Uma grande coluna de cinzas de cor rosada se elevou sobre o Kilauea, e as autoridades advertiram para uma "inundação de lava", incêndios, fumaça tóxica e novos terremotos.

O USGS elevou o nível de alerta de "vigilância" para "advertência" sobre o vulcão, informando que foram detectadas "novas grandes fendas" nos flancos da montanha. As autoridades indicaram que o perigo ligado às erupções em curso inclui "possíveis concentrações de gás de dióxido de enxofre" na região, assim como explosões de metano, que poderiam lançar rochas e dejetos em áreas adjacentes.

Um dos vulcões mais ativos do mundo

Os moradores que foram retirados de suas casas foram abrigados em centros comunitários até que passe os riscos provocados pelo Kilauea, que é um dos vulcões mais ativos do mundo. Imagens de meios de comunicação locais mostravam correntes de lava que passavam pelas florestas.

cientistas observam o início do fenômeno na região desde segunda-feira, e anteciparam uma possível erupção. “Haverá novas erupções, advertiu Janet Babb, geóloga do Observatório Vulcanológico do Havaí.

(Com informações da AFP)