rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Incêndio EUA Califórnia Vítimas Feridos Donald Trump

Publicado em • Modificado em

EUA: sobe para 63 mortos e 630 feridos vítimas de incêndios na Califórnia

media
Bairro destruído pelo fogo que devastou a cidade de Paradise, na Califórnia Photo Josh Edelson. AFP

O número de vítimas no incêndio que devasta o norte da Califórnia, nos Estados Unidos, já chega a 63 pessoas e 630 desaparecidos, anunciaram as autoridades do país nesta quinta-feira (15).


De acordo com o xerife de Butte, Kory Honea, esse número pode subir, já que centenas de pessoas ainda não informaram as autoridades que deixaram suas casas. As buscas por restos humanos continuam.

O fogo, conhecido como “Camp Fire”, começou no dia 8 de novembro e reduziu a cinzas a cidade de Paradise, a 280 quilômetros de San Francisco, que tem 27 mil habitantes. Cerca de 12 mil construções, principalmente casas, foram destruídas desde o início dos incêndios.

Vários prédios continuam ameaçados pelas chamas que já devastaram 57 mil hectares, e cerca de 50 mil pessoas tiveram que ser evacuadas. Equipes de resgate de diversos estados americanos tentam conter os incêndios. Segundo o Cal Fire, departamento da Califórnia de Floresta e proteção contra os incêndios, os bombeiros conseguiram controlar 40% do fogo, apesar do vento que ajuda a espalhar as chamas.

Pior incêndio da história da Califórnia

Este é o pior incêndio da história da Califórnia desde 1933. Na época, uma catástrofe similar deixou 29 mortos em Griffith Park. O presidente americano, Donald Trump, é esperado nesse sábado no norte do estado para se encontrar com sobreviventes da tragédia, segundo a Casa Branca.

O presidente suscitou polêmica no fim de semana passado, atribuindo os incêndios à má gestão das florestas californianas. Segundo os cientistas, os fenômenos se explicam em parte pelo aquecimento global e a seca prolongada. As autoridades abriram uma investigação para determinar a origem das chamas. Na segunda-feira (12), Trump declarou estado de catástrofe natural, o que permite a liberação de uma ajuda financeira do governo federal.