rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Marte NASA Estados Unidos Sonda Curiosity

Publicado em • Modificado em

Sonda americana InSight se prepara para pousar em Marte

media
A Sonda InSight deve pousar na superfície do Planeta Vermelho por volta das 18h, no horário de Brasília, desta segunda-feira (26). REUTERS/NASA/JPL-Caltech/Handout via Reuters

Depois de sete anos de trabalho e de viagem no espaço, a sonda americana InSight deve pousar nesta segunda-feira (26) em Marte. A descida é considerada de risco, em razão das condições imprevisíveis da atmosfera do planeta, dizem os cientistas da Nasa.


Os engenheiros da agência espacial americana só saberão se o pouso foi bem-sucedido na última hora. Além disso, o sinal emitido pelo equipamento que indicará o sucesso da operação só chegará ao centro de controle, situado em Pasadena, na Califórnia, oito minutos depois da aterrissagem, prevista para às 11h47 no horário local (17h47 no horário de Brasília). O pouso será transmitido ao vivo pela Nasa.

“Em Marte, nada é simples”, resumiu neste domingo (25) Thomas Zurbuchen, diretor científico da Nasa, que admitiu “estar dormindo pouco” nos últimos meses. A missão, que custou cerca de US$ 1 bilhão, vai estudar as camadas profundas do planeta vermelho. Esta é a primeira vez, desde 2012, que uma sonda tenta pousar em Marte. O pioneiro foi o robô Curiosity, que ainda circula no planeta, situado a 480 milhões de quilômetros da Terra.

Mais rápida do que um tiro

Ao entrar na atmosfera de Marte, a temperatura da sonda InSight deve subir para 1500°, mas o equipamento resistirá ao calor graças ao seu escudo térmico reforçado. A velocidade de deslocamento da sonda no espaço é de 20 mil km/h, quase quatro vezes a mais do que uma bala de fuzil. Na aterrissagem, um paraquedas se abrirá automaticamente, freando a descida.

O “trem de pouso” da sonda então abrirá suas três “pernas” e o paraquedas cairá automaticamente do robô. “Estaremos rapidamente em queda livre, o que é totalmente assustador para mim”, contou Tom Hoffman, chefe do projeto Insight para a Nasa.

A velocidade da sonda no momento do pouso, que durará sete minutos, será de 8 km/h e ela pesará apenas 365 kg. Insight se moverá graças ao seus painéis solares, que alimentam seus instrumentos de exploração. Alguns deles, como o sismômetro francês SEIS, captam vibrações ínfimas, como movimentos do magma profundo – massas rochosas que existem embaixo da superfície do planeta.

A missão da sonda será compreender a formação das rochas do planeta há bilhões de anos. Conhecimentos que permitirão também entender o surgimento da Terra.

Os Estados Unidos são o único país do mundo que conseguiram enviar um robô com sucesso para o planeta. As tentativas feitas feitas ex-União Soviética e pela Europa não deram certo e os equipamentos bateram no solo de Marte sem poder dar continuidade à missão.