rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Canadá Ataques Faca Igreja Católica Padre

Publicado em • Modificado em

Padre católico é apunhalado em plena missa no Canadá

media
St. Joseph Oratory, em Montreal, meca turística do Canadá. Wikipedia

Um padre foi atacado com uma faca enquanto celebrava missa nesta sexta-feira (22) no St. Joseph Oratory, em Montreal, no Canadá, por um homem que foi imediatamente detido pela polícia local. O padre Claude Grou, reitor do oratório católico, meca turística da cidade de Québec e maior igreja do país, ficou levemente ferido. Ele foi hospitalizado, mas sua vida não corre perigo, segundo as autoridades.


"Sua condição física é estável e nossas orações estão com ele", afirmou a diocese de Montreal. Nenhuma informação ainda foi revelada sobre a identidade ou os motivos do homem que atacou o padre durante a missa matinal, com a presença de cerca de 50 pessoas. Como todas as manhãs, a missa era transmitida ao vivo no canal de TV católico Salt and Light, que transmite missas por satélite e internet.

A televisão canadense mostrou imagens de agressão: um jovem armado com uma faca, vestindo um casaco e um boné de beisebol, persegue o padre Grou diante do altar e o apunhala, deixando-o no chão. Gritos surgem da plateia. O padre se levanta rapidamente, enquanto o atacante é dominado por guardas do oratório. Minutos depois, a polícia, avisada por testemunhas, chegou ao local e prendeu o homem.

"O suspeito foi preso pela polícia e levado para o centro de detenção, onde será recebido pelos investigadores", disse Caroline Chèvrefils, porta-voz do Departamento de Polícia da cidade de Montreal.

“Gesto horrível”

De acordo com um assistente da missa, entrevistado pela Rádio Canadá, o atacante é um homem "branco" de "alta estatura". "Eu o vi desembainhar sua faca e, correndo, voou até o padre", testemunhou Adele Plamondon. "Quando eu vi isso, eu gritei para alertar a segurança, eles vieram correndo".

Jean-François Lefèbvre, trabalhador que trabalhava em frente ao oratório, testemunhou a chegada da polícia. "Acho uma pena, especialmente porque temos dois milhões de turistas que vêm ao oratório a cada ano", disse. "Do ponto de vista do que aconteceu em Christchurch, todos os locais de culto podem ser alvo", acrescentou, referindo-se ao ataque a dois locais de culto muçulmanos que deixou 50 vítimas na Nova Zelândia na semana passada.

A prefeita de Montreal, Valérie Plante, imediatamente denunciou no Twitter um "gesto horrível e indesculpável que não tem lugar em Montreal". O oratório de São José fica no alto de da cidade, como a igreja de Sacré-Coeur em Paris, e atrai milhões de visitantes a cada ano.

(Com informações da AFP)