rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Venezuela Rússia Juan Guaidó Nicolás Maduro Vladimir Putin

Publicado em • Modificado em

Putin insinua que apoiadores de Guaidó na Venezuela são “loucos”

media
O presidente russo Vladimir Putin durante o Fórum Econômico em São Petersburgo Sputnik/Aleksey Nikolskyi/Kremlin via REUTERS

O presidente russo, Vladimir Putin, perguntou nesta quinta-feira (6) se quem apoia o líder de oposição venezuelana, Juan Guaidó, estaria louco. A declaração foi feita durante o Fórum Econômico em São Petersburgo.


"Tenho vontade de dizer àqueles que o apoiam: 'vocês estão loucos ou o quê? Vocês entendem aonde isso os levará?'", disse Putim à margem do evento, citado por agências russas. Guaidó, que se autoproclamou presidente interino, é reconhecido por cerca 50 países.

Mas o presidente russo, apoiador incondicional do regime do presidente Nicolás Maduro, acusou o opositor venezuelano de ser ilegítimo: "Um homem sai em uma praça, olha para o céu e diante de Deus, se declara chefe de governo. É normal ou não? Depois, será um caos em todo o planeta", disse.

"Vamos eleger o presidente dos Estados Unidos dessa maneira? Em qualquer lugar? Na Grã Bretanha escolhemos o primeiro-ministro, na França, se escolherá o presidente assim. O que aconteceria?", acrescentou o líder russo.

Putin afirmou ainda que Juan Guaidó é um "homem simpático", e que é "neutro" em relação ao opositor.

Moscou é, junto com a China, um dos principais apoios diplomáticos do regime de Maduro. A Venezuela vive uma das piores crises de sua história, com uma inflação galopante e êxodo em massa. 

(Com informações da AFP)