rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Greta Thunberg Meio Ambiente Clima

Publicado em • Modificado em

Greta Thunberg cruzará Atlântico de veleiro para participar de cúpula climática

media
A ativista sueca Greta Thunberg. REUTERS/Fabrizio Bensch

A jovem representante da luta contra o aquecimento global, Greta Thunberg, que planeja participar da cúpula da ONU sobre a mudança climática, em 23 de setembro em Nova York, anunciou nesta segunda-feira (29) que atravessará o Atlântico em um veleiro.


"Me ofereceram um lugar no veleiro de regata 'Malizia II'. Atravessaremos o oceano Atlântico em meados de agosto, do Reino Unido até Nova York", escreveu a adolescente sueca, de 16 anos, nas redes sociais.

Greta, que se nega a viajar de avião "por causa do clima", em janeiro passado foi de trem de Estocolmo a Davos, na Suíça, para participar do Fórum econômico mundial, uma viagem de 32 horas de duração.

O barco, pilotado pelo alemão Boris Herrmann e pelo fundador da equipe Malizia, o monegasco Pierre Casiraghi, terá uma vela com a frase "#Fridays for future", em referência ao movimento lançado pela jovem ativista.

"Após meses de pesquisa e reflexão sobre diferentes opções para realizar sua viagem, Greta cruzará o Atlântico a bordo de um veleiro de regata 'carbono zero', o 'Malizia II', construído em 2015, equipado com painéis solares e turbinas submarinas que permitem produzir eletricidade para o barco", apontou Herrmann em seu site.

Quando chegar aos Estados Unidos, a adolescente participará de "grandes manifestações climáticas nos dias 20 e 27 de setembro e discursará na Cúpula de Ação Climática das Nações Unidas, que terá como anfitrião o secretário-geral Antonio Guterres", acrescentou.

Thunberg também planeja visitar o Canadá e o México, e participar de uma conferência climática da ONU (COP25) em Santiago, no Chile, no início de dezembro.

Mensagem aos brasileiros

No mês de julho, Greta Thunberg foi convidada especial de uma sessão na Assembleia Nacional Francesa. Em plena onda de calor na França, ela e mais três jovens entre 16 e 19 anos foram contar aos deputados por que eles faltam às aulas para salvar o meio ambiente. Baseados em estudos científicos, eles explicam que não são alarmistas, mas realistas. “O problema ambiental é aqui e agora”, disseram.

Na ocasião, a jovem ativista deixou uma mensagem aos brasileiros. “Há muitas coisas incríveis que podem ser feitas. Muitos jovens e crianças estão se mobilizando no Brasil. Minha mensagem para os jovens no Brasil é que precisamos nos conscientizar sobre o que está realmente acontecendo agora e quais podem ser as consequências de nosso sistema atual. Porque apenas quando entendermos, principalmente os jovens, que nosso futuro está em perigo, eles vão reagir”, afirmou Greta.

(AFP)