rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Brasil Copa de 2014 Futebol Protestos Sem-teto Tribos indígenas

Publicado em • Modificado em

Flechadas de índios brasileiros contra policiais repercutem na imprensa estrangeira

media
Imagem impressionante de índios brasileiros diantes de militares a cavalo nos protestos de 27 de maio de 2014. Reuters

O confronto entre índios e policiais durante uma manifestação anti-Copa em Brasília, nessa terça-feira (27), teve repercussão na imprensa internacional. Manifestando pela demarcação de suas terras em frente ao Congresso, cerca de 300 índios cruzaram uma passeata dos sem-teto no Eixo Monumental e tomaram a direção do estádio Mané Garrincha, onde a exposição da taça do Mundial deveria ser inaugurada. Diversas fotos nos sites de mídias estrangeiras mostram os indígenas com os arcos voltados para os PMs, assustando os cavalos dos militares. Um cabo teve a perna atingida por uma flecha.


Daily Mail   

"Gás lacrimogênio contra arcos e flechas" destaca o jornal inglês DailyMail em seu site, anunciando o conflito entre os manifestantes e as forças da ordem e lembrando que a cerimônia da inauguração da exposição da taça da Copa do Mundo foi anulada.

No artigo do "Daily Mail" podem ser vistas 21 fotos de tamanho grande e um vídeo dos protestos.

El País

"Arcos y Flechas contra gases lacrimógenos", diz a manchete do jornal espanhol "El País".

Em um longo artigo, o diário descreve os acontecimentos em Brasília, explicando que diversas tribos indígenas, sem teto e movimentos sociais contra o Mundial acabaram se concentrando em uma passeata única.

"El País" fala das reivindicações dos manifestantes: demarcação de terras indígenas, casas para as pessoas transferidas das áreas em que foram construídos novos estádios, derrogação da lei que dá isenção fiscal à FIFA e seus associados comerciais, desmilitarização da polícia e fim da repressão social aos movimentos sociais.

Os índios foram a Brasília para participar da Mobilização Nacional Indígena, que será celebrada até quinta-feira (29) e se juntaram aos manifestantes por considerar que "esta é uma causa de todos os brasileiros", publica o jornal espanhol.

"El País" também lembra que em São Paulo os professores e funcionários públicos estão em greve há 35 dias, reivindicando um aumento salarial de 15,38%; e que os motoristas e cobradores de ônibus iniciaram na terça-feira uma greve de 24 horas no Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além dos médicos da rede municipal, que suspenderam seus serviços por dois dias em todos os centros de saúde, sempre pedindo melhores salários.

Libération

"Gás lacrimogênio contra índios e sem teto em Brasília". É o título do jornal francês "Libération".

O diário de esquerda lembra que cerca de 500 caciques, entre eles o famoso Raoni, defensor da Amazônia, subiram no telhado do Parlamento da capital federal para exigir políticas justas para seus povos. "Aos 84 anos, a figura lendária da resistência dos povos indígenas do Brasil mostrou sua coragem", publica o jornal.

"Afastar o espírito do Mal" é o objetivo dos índios, escreve Libération, lembrando que a taça da Copa do Mundo chegou na terça-feira no estádio Mané Garrincha de Brasília, uma das etapas da turnê em 27 cidades, das quais doze serão palco de jogos do Mundial.

TVs e sites de vários países também noticiaram os protestos, destacando a imagem forte dos índios com arco e flecha diante de militares armados e montados a cavalo.