rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Ministro francês acusado de esbanjar dinheiro renuncia

França Brasil Cosméticos Produtos de beleza Comércio Solidário

Publicado em • Modificado em

Natura luta para ganhar espaço no mercado francês de cosméticos

media
Fachada da loja da Natura em Paris. Facebook Natura.Brasil

O jornal econômico Les Echos ressalta em reportagem desta terça-feira (18) que a Natura, empresa de cosméticos líder do mercado brasileiro, tenta ganhar espaço e ser conhecida na França, mas enfrenta dificuldades.


O grupo de cosméticos brasileiros, famoso por sua defesa do desenvolvimento sustentável, está presente no mercado francês há 10 anos. A Natura, que tem apenas uma loja em Paris, tentou reproduzir, na França, o modelo da venda direta que faz sucesso no Brasil.

Mas, para o jornal Les Echos, esse é o motivo do fraco desempenho do grupo no país. A comercialização direta representa apenas 3% da venda de cosméticos da Natura na França, apesar de o grupo contar com uma rede de duas mil e quinhentas vendedoras a domicílio no país. Para ter mais visibilidade, o grupo decidiu então lançar um site de vendas online, “My Natura”. Se der certo, plataforma de comércio eletrônico também será lançada na Inglaterra e em outros países da Europa.

Em 2016 ou 2017, diz o jornal, a Natura poderá abrir outras lojas no continente. Atualmente, o mercado internacional representa 14,5% das vendas do grupo e a expansão no estrangeiro é uma prioridade. Natura investe na sua imagem de empresa que respeita o meio ambiente para concorrer com gigantes do setor, como L'Oréal, Chanel e Dior, e conquistar a Europa, escreve Les Echos.

“O grupo aposta na sua marca, alinhada às tendências atuais, para conquistar a Europa. Ou seja, bem estar e a relação com a natureza. O grupo se abastece de matérias-primas colhidas em comunidades da Amazônia que usam esses recursos para investir em escolas”, diz o jornal francês.