rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

"A democracia do Brasil está sob ameaça", diz Kleber Mendonça Filho

Por Leticia Constant

A equipe do filme "Aquarius" atraiu todos os holofotes da imprensa internacional na terça-feira (17) no Festival de Cannes, ao realizar um protesto para denunciar o que considera um golpe no Brasil. Nesta quarta-feira (18), em entrevista ao RFI Convida, o diretor do longa-metragem, Kleber Mendonça Filho comentou o manifesto, organizado porque "a democracia no Brasil está sob ameaça".

Segundo o cineasta, o ato, em pleno tapete vermelho, foi pensado por um grupo de brasileiros da área do audiovisual que trabalham no Festival de Cannes, considerando a importância do evento. "Nós achamos que a subida do tapete vermelho seria o momento para, de maneira muito tranquila, muito educada e muito delicada, exibir os cartazes e passar informações sobre o que de fato está acontecendo hoje no país."

No festival, alguns jornalistas brasileiros apontaram semelhanças entre o combate de Clara, a personagem principal de "Aquarius", interpretada pela atriz Sônia Braga, que tem que enfrentar injustiças impostas por um imponente sistema, e a presidente afastada Dilma Rousseff. Para o diretor, o longa-metragem não tinha o objetivo de retratar a saga da chefe de Estado, "mas se o filme expele algo que acontece hoje no Brasil, não é mera coincidência".

Segundo ele, as obras de arte têm o papel de expressar a verdade. "Quando você quer fazer algo que têm origem em incômodos e raivas da sociedade, a tendência é tratar questões que são reais", ressalta.

Sem citar líderes ou partidos, Mendonça Filho elogia o investimento do governo, nos últimos anos, em cultura e educação. "Um governo que não investe nestas áreas não está preocupado com sua própria sociedade", diz. Segundo ele, uma administração que só se preocupa com economia prejudica a população. "O mercado é cruel e toma decisões através de números. O que nós precisamos é de uma sociedade humanizada", conclui.

"Candidatos antissistema representam maioria do povo francês, que é independente e rebelde", diz analista

Franceses não sabem se querem eleger um 'pai da nação' ou criar um novo sistema político

“Financiamento apenas público não resolve problema do Caixa 2”, diz pesquisadora

"Nenhuma reforma trabalhista cria emprego": Jorge Boucinhas Filho, advogado

Ciro Gomes: “Nosso problema central não é a corrupção e sim o colapso econômico do Brasil”

“É preciso reconstruir essa esquerda”, diz Silvia Capanema sobre eleição presidencial na França

"Primavera literária brasileira" promove escritores contemporâneos na Europa

Pedro D-Lita, produtor: “Europeus ficam surpresos com a nova música brasileira”

Muito antes de Woody Allen, escritor brasileiro voltou no tempo em Paris

“Casas do Brasil na Europa são território simbólico e afetivo", diz antropóloga Ceres Brum

Bernardo Carvalho, escritor: "A literatura que importa é a literatura de dissenso, radical"

Manassés de Sousa, músico: "Minha relação com a França é muito forte"

Chef carioca conquista parisienses misturando gastronomia francesa com sotaque brasileiro

João Moreira Salles: "A ideia da felicidade e do fim dela, sempre me interessou"

Escritora faz sucesso com livro desenvolvido em oficina de García Márquez

Domício Proença Filho, sobre Capitu: “É muito difícil ser mulher”