rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

China Jogos Olímpicos do Rio Roubo Violência

Publicado em • Modificado em

Após roubo de atletas, Pequim pede que chineses tomem cuidado no Rio

media
Chegada da delegação chinesa no aeroporto do Rio de Janeiro. VANDERLEI ALMEIDA / AFP

As autoridades chinesas fizeram uma série de recomendações aos turistas que viajaram para acompanhar os Jogos Olímpicos, inclusive para "não visitarem favelas ou locais isolados sozinhos". O pedido foi feito depois que vários atletas e membros da delegação da China foram vítimas de roubos.


Segundo o Ministério das Relações Exteriores da China, além da delegação esportiva do país, jornalistas e turistas chineses vêm sendo "frequentemente roubados, às vezes por pessoas armadas". Os turistas chineses são constantemente alvo de ladrões porque têm a fama de carregar grandes quantias de dinheiro vivo.

Assim, as autoridades chinesas recomendam que os cidadãos do país em visita ao Rio de Janeiro não frequentem favelas ou locais isolados, não carreguem mochilas, não usem joias ou relógios "de marca famosa", nem telefones celulares na rua. Em caso de agressão, Pequim pede que os chineses "mantenham a calma" e evitem resistir aos furtos.

Os Jogos Olímpicos do Rio serão realizados entre os dias 5 e 21 de agosto e acontecerão sob alta segurança. Cerca de 85 mil integrantes das forças de segurança - 47 mil policiais e 38 mil militares - foram mobilizados para garantir a segurança dos 10,5 mil atletas, membros das delegações e 500 mil turistas do mundo inteiro.