rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
A Semana na Imprensa
rss itunes

Le Monde desvenda o sucesso de Trancoso, “paraíso do hippie chique”

Por RFI

Em mais uma reportagem da série especial sobre o Brasil, a revista M, do jornal Le Monde, se interessa em mostrar o éden discreto e luxuoso que se tornou Trancoso, na Bahia. A publicação francesa foi conhecer os encantos da cidade que já acolheu celebridades do mundo inteiro, como Beyoncé, Mick Jagger, Bill Gates e Naomi Campbell.

A reportagem nota que Trancoso é “um daqueles lugares que incitam a não fazer absolutamente nada” além de beber uma cerveja ou saborear uma caipirinha “bem gelada”, jogado em uma poltrona. A “meditação” deste momento levou o enviado especial da revista a se questionar: afinal, por que Trancoso, uma cidade longe de tudo, se transformou em ponto de encontro da jet set mundial e entrou no foco da alta sociedade?

A reportagem explica que o início da fama foi nos anos 1970, graças a hippies de famílias ricas francesas, argentinas ou suíças, que rodavam o mundo em busca de um paraíso selvagem. Em pouco tempo, a cidade baiana recebeu apelidos que logo ajudaram a catapultar o seu nome no exterior: a nova Saint-Tropez, a nova Goa, ficava no Brasil.

De lá para cá, o número de investidores brasileiros e estrangeiros na cidade não parou de crescer, a exemplo do construtor Ricardo Salem, o pioneiro da versão VIP de Trancoso. Primeiro, vieram os artistas: Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa. Depois, os clientes cada vez mais ricos de São Paulo. “Salem é como aquele promoter que escolhe quem pode entrar na boate chique”, afirma a revista M.

Aviões e jatinhos privados

Nos anos 1990, foi a vez da lista internacional de visitantes e compradores estourar. Dos carros de luxo, o local passou a abrigar aviões e jatinhos privados, que aterrissam na vizinha Porto Seguro – afinal, até hoje Trancoso briga para manter um acesso difícil à cidade e, assim, evitar a invasão do turismo de massa.

Esse é todo o charme do local: ser ultrachique, mas com aparência de rústico. “Trancoso quer ser um refúgio de paz para os ricos bem educados, mas sem querer se parecer assim”, resume o texto, sobre a cidade que hoje tem um dos metros quadrados mais caros do Brasil.

A nova moda, nota a publicação, é se casar na igreja barroca da praça do Quadrado. Foi o caso do jogador do PSG Marquinhos, que em julho promoveu uma festa de três dias na cidade para celebrar as bodas com a noiva, Carol Cabrino.
 

Surfar no metrô de Paris diante da Torre Eiffel virou moda entre jovens aventureiros

Papa Francisco trava batalha contra grupo de milionários americanos que bloqueiam reformas na Igreja

Mais ecológico e disposto a rever lei do asilo, “novo Macron” mira eleitores de Le Pen

TV e rádio públicas francesas ampliam tempo de programação para meio ambiente

Amazônia: especialistas franceses debatem princípios de justiça climática

Equipamento "revolucionário" de radioterapia entusiasma oncologistas franceses

Bilionário legendário de Wall Street investe toda a sua fortuna em tecnologias limpas

Bióloga brasileira denuncia tensões ideológicas na universidade após eleição de Trump

Ambição expansionista da China passa pela conquista dos portos mundiais, diz revista Le Point

Morte de Marielle continua pairando na vida política do Brasil, diz revista francesa

Ortopedista russo faz algumas crianças com paralisia cerebral recuperar movimentos na Espanha

Manifesto de 50 médicos, magistrados e políticos pede legalização da maconha na França

Ao atacar universidade, Bolsonaro visa uma juventude que lhe é hostil, diz Safatle

Técnica da seleção francesa de futebol visa troféu e não dá bola para sexismo