rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Jogos Olímpicos do Rio Rio 2016 Doping Atletismo Rússia

Publicado em • Modificado em

Saltadora russa é excluída dos Jogos Olímpicos do Rio

media
A saltadora russa Darya Klishina em imagem de arquivo, durante o campeonato mundial em Pequim, na China, em 2015. REUTERS/Dylan Martinez/File Photo

Darya Klishina, única integrante do atletismo russo habilitada para participar do Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi excluída da competição e apelou da decisão neste sábado (13) junto ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).


A saltadora em distância foi a única atleta russa readmitida pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que inicialmente excluiu toda a equipe do país após revelações do relatório McLaren sobre um sistema de doping institucionalizado na Rússia. A atleta de 25 anos era a única russa autorizada a competir no Rio por estar instalada na Flórida,  no sul dos Estados Unidos, desde 2013.

O Tribunal Arbitral do Esporte confirmou que “Darya Klishina recorreu à divisão para impugnar a decisão da Federação Internacional de Atletismo tomada nesta sexta-feira (12) de não considerar mais a atleta como elegível para participar dos Jogos Olímpicos", segundo informações concedidas à agência AFP.

O Tribunal Arbitral do Esporte, cuja sede fica normalmente tem em Lausanne, na Suíça, foi transferido ao Rio de Janeiro especialmente para os Jogos Olímpicos.

Outras estrelas do atletismo russo estão impedidas de participar dos Jogos do Rio, incluindo a bicampeã olímpica de salto com vara, Yelena Isinbayeva, que sonhava em encerrar sua carreira com uma terceira medalha de ouro em cinco participações em Olimpíada. A saltadora em altura Mariya Kuchina, campeã mundial em 2015, e Sergey Shubenkov, especialista dos 100 metros com barreiras, também ficaram em casa.