rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Com padrão ecológico, seda brasileira abastece luxo europeu

Por Lúcia Müzell

Pouca gente sabe, mas o Paraná produz uma das melhores sedas do mundo. A qualidade é reconhecida pela marca de luxo francesa Hermès, famosa pelos seus lenços e gravatas que podem custar alguns milhares de euros. Agora, os produtores brasileiros buscam ampliar os mercados com um diferencial em relação aos concorrentes chineses e indianos: a preocupação com a sustentabilidade.

A seda é a única fibra que pode se orgulhar de deixar crédito de carbono no meio ambiente – a produção absorve mais CO2 do que emite, graças aos milhares de hectares de amoreiras plantados para alimentar o bicho da seda. Na etiqueta do produto paranaense, o cliente encontra informações sobre a chamada pegada de carbono durante toda a sua vida útil, e também indica quanto de carbono foi absorvido durante a produção, feita sem agrotóxicos.

“Nós buscamos um nicho de mercado em que os consumidores finais estejam interessados na história que o produto conta: como ele foi fabricado, quais os valores por trás dele”, explica João Berdu, presidente do Instituto Vale da Seda. Ele esteve em Paris para divulgar o fio brasileiro na feira Who’s Next, que apresentou as tendências para o futuro da moda feminina.

Além da Hermès, marcas da Itália e do Japão são as principais compradoras do produto brasileiro. Os japoneses, aliás, são os responsáveis pelo Paraná ter se especializado na seda, graças à imigração nipônica. “A excelência da seda do Brasil nós devemos ao trabalho meticuloso da colônia japonesa, que permitiu que todo o conhecimento sobre a seda fosse aplicado no Brasil com muita competência”, conta agrônomo.

 

Incêndios e barricadas substituíram greves como forma de protesto na França, diz especialista

Representante dos delegados da Polícia Federal diz ser contra banalização das armas no Brasil

Lia Rodrigues volta à Paris com “Fúria”, coreografia com moradores da favela da Maré

Militares nomeados por Bolsonaro são mais moderados do que ministros, diz Leonardo Sakamoto

“Comunidade internacional espera responsabilidade ambiental do Brasil”, diz especialista

“Muita gente procurava uma confeitaria menos doce”, diz chef francês radicado em Brasília

Paris recebe Bazar de Natal com artesanato de mulheres de favelas cariocas

Fotógrafo brasileiro lembra 30 anos da morte de Chico Mendes com exposição em Paris

Músicos Francis e Olivia Hime homenageiam Vinicius de Moraes na França

“Ser estrangeiro me fez escritor”, diz Natan Barreto, que lança livro de poesias em Paris

“Discurso de Bolsonaro legitima ‘direito de matar’”, afirma professora da Universidade de Brasília

Ex-ambulante brasileiro fala para 400 estudantes na Europa: “Seja parte da solução, não do problema”

“Romances em quadrinhos estão em momento especial”, diz ilustradora Luli Penna

“Sociedade civil é quem vai mudar o Brasil”, diz empresária Luiza Trajano em Paris

“É preciso regulação para que investigações sobre fake news não demorem anos”, diz especialista

"O problema do brasileiro é se conformar que Bolsonaro está eleito", diz Delfim Netto

Fotógrafa francesa Charlotte Dafol expõe em Paris imagens de ocupações brasileiras