rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Gastronomia francesa foi reconhecida no Brasil na última década, diz chef

Por Patricia Moribe

No dia mundial do evento Goût de France, o RFI Convida entrevistou Emmanuel Bassoleil, conceituado e premiado chef francês radicado no Brasil.

A cozinha francesa, patrimônio imaterial da humanidade, é o tema do evento mundial Goût de France, Gosto de França, e num jogo de palavras, “good France”, em inglês, a boa França. Nesta terça-feira, 21, dois mil chefes de cinco continentes vão participar da celebração da gastronomia francesa. Em forma de um jantar, os chefs vão juntar os ingredientes que fazem da cuisine française algo tão especial: sua excelência, capacidade de inovação e os valores que ela divulga: compartilhar, prazer, o comer bem.

Quase cem restaurantes brasileiros e seus chefs fazem parte do Gout de France. O RFI Convida conversou com Emmanuel Bassoleil, conceituado e premiado chef francês radicado no Brasil, responsável pela gastronomia do Hotel Unique, em São Paulo.

“Sou um francês que chegou no Brasil há mais de 30 anos. Poder estar aqui durante a ocasião de um evento mundial divulgando a gastronomia francesa é uma coisa maravilhosa. Antigamente, no Brasil, a gente batalhava para falar da gastronomia francesa, para expor o trabalho, falar da diversidade dos ingredientes locais”, afirma Emmanuel Bassoleil. Para ele, a gastronomia passou a ser reconhecida no Brasil nos últimos 10 anos. “Este é um trabalho que nós, embaixadores da gastronomia francesa no país, estamos fazendo o tempo inteiro. O Goût de France é um evento que ajuda bastante a gente neste trabalho”, declarou.

Uma família de bourguignons

“Venho de uma família de bourguignons, meus pais e eu nascemos na Borgonha [Bourgogne, em francês], meu pai era pescador, caçador, agricultor e minha mãe era uma dona de casa que cozinhava o tempo inteiro, eu digo para os meus amigos que, mesmo que eu não quisesse ser cozinheiro, eu nasci num local ideal para que isso acontecesse, era um caldeirão cultural ideal para que eu me tornasse um chef de cozinha”, conta o chef francês.

“Entrei na cozinha [profissional] pela primeira vez em 1977, ou seja, fazem exatamente 40 anos. Hoje eu sou responsável por toda a gastronomia do Hotel Unique, são mais de 50 mil refeições por mês, é um trabalho intenso, uma equipe muito grande”, explica. “Conheci minha esposa brasileira, mãe dos meus filhos, durante uma volta ao mundo que realizai em um navio. Decidi conhecer o Brasil para conhecer melhor a cultura brasileira, foi assim que decidi me instalar aqui”, conta Emmanuel Bassoleil.

Para ouvir a entrevista na íntegra com o chef francês Emmanuel Bassoleil, clique na imagem acima.

"João Gilberto sintetizou o samba", diz Bernardo Lobo ao homenagear compositor em Paris

Em Paris, soprano brasileira Camila Titinger canta na ópera Don Giovanni

Artista plástico Oscar Oiwa expõe em Paris obras de três cidades ligadas pelas Olimpíadas

Revista Vesta discute os desafios das adoções que “não dão certo”

Série sobre índios da Amazônia rende prêmio a fotógrafa brasileira em Perpignan

Artista plástica radicada na França, Janice Melhem Santos exibe coletânea de obras

“Democracia brasileira está sendo golpeada por dentro”, diz, em Genebra, representante da OAB

"O maior problema da Amazônia é a impunidade”, diz fotógrafo italiano premiado por trabalho na região

Empresárias brasileiras visitam Paris para se “reconectarem com seu lado feminino”

Documentário da franco-brasileira Véronique Ballot revisita primeiro encontro entre índios e brancos no Brasil

Miriam Grossi: Cortes de bolsas da Capes podem levar pesquisadores a deixar o Brasil

“O Brasil sempre vai estar presente no meu jeito de fazer música”, diz cantora de jazz Agathe Iracema

Para grupo Brasileiras de Paris, misoginia de Bolsonaro não começou com Brigitte Macron, mas com Dilma

Sem mudança ambiental “radical”, perspectiva é “muito pessimista” para o agronegócio do Brasil

Afastamento de França e Brasil vem desde o impeachment, lembra cientista político

Banda Natiruts lota casa de shows em Paris com 'I love', "ampliando raízes" do reggae

Livro de brasileira radicada em Paris desmistifica glamour da capital francesa