rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Gastronomia francesa foi reconhecida no Brasil na última década, diz chef

Por Patricia Moribe

No dia mundial do evento Goût de France, o RFI Convida entrevistou Emmanuel Bassoleil, conceituado e premiado chef francês radicado no Brasil.

A cozinha francesa, patrimônio imaterial da humanidade, é o tema do evento mundial Goût de France, Gosto de França, e num jogo de palavras, “good France”, em inglês, a boa França. Nesta terça-feira, 21, dois mil chefes de cinco continentes vão participar da celebração da gastronomia francesa. Em forma de um jantar, os chefs vão juntar os ingredientes que fazem da cuisine française algo tão especial: sua excelência, capacidade de inovação e os valores que ela divulga: compartilhar, prazer, o comer bem.

Quase cem restaurantes brasileiros e seus chefs fazem parte do Gout de France. O RFI Convida conversou com Emmanuel Bassoleil, conceituado e premiado chef francês radicado no Brasil, responsável pela gastronomia do Hotel Unique, em São Paulo.

“Sou um francês que chegou no Brasil há mais de 30 anos. Poder estar aqui durante a ocasião de um evento mundial divulgando a gastronomia francesa é uma coisa maravilhosa. Antigamente, no Brasil, a gente batalhava para falar da gastronomia francesa, para expor o trabalho, falar da diversidade dos ingredientes locais”, afirma Emmanuel Bassoleil. Para ele, a gastronomia passou a ser reconhecida no Brasil nos últimos 10 anos. “Este é um trabalho que nós, embaixadores da gastronomia francesa no país, estamos fazendo o tempo inteiro. O Goût de France é um evento que ajuda bastante a gente neste trabalho”, declarou.

Uma família de bourguignons

“Venho de uma família de bourguignons, meus pais e eu nascemos na Borgonha [Bourgogne, em francês], meu pai era pescador, caçador, agricultor e minha mãe era uma dona de casa que cozinhava o tempo inteiro, eu digo para os meus amigos que, mesmo que eu não quisesse ser cozinheiro, eu nasci num local ideal para que isso acontecesse, era um caldeirão cultural ideal para que eu me tornasse um chef de cozinha”, conta o chef francês.

“Entrei na cozinha [profissional] pela primeira vez em 1977, ou seja, fazem exatamente 40 anos. Hoje eu sou responsável por toda a gastronomia do Hotel Unique, são mais de 50 mil refeições por mês, é um trabalho intenso, uma equipe muito grande”, explica. “Conheci minha esposa brasileira, mãe dos meus filhos, durante uma volta ao mundo que realizai em um navio. Decidi conhecer o Brasil para conhecer melhor a cultura brasileira, foi assim que decidi me instalar aqui”, conta Emmanuel Bassoleil.

Para ouvir a entrevista na íntegra com o chef francês Emmanuel Bassoleil, clique na imagem acima.

"Estrela no Guia Michelin brinda a amizade franco-brasileira”, diz chef Raphaël Rego

Brasil é país que mais cai em relatório sobre competitividade divulgado em Davos

“Europeu gosta de música brasileira com contexto histórico”, diz cantor Mario Bakuna

Decreto de Bolsonaro sobre armas trará mais violência, alerta Instituto Sou da Paz

"Bolsonaro afeta a imagem do Brasil", diz Fernando Henrique Cardoso em Paris

“Bolívia deu uma lição de moral no Brasil ao extraditar Battisti”, diz ex-deputada ítalo-brasileira

“Passamos 80% do nosso tempo negociando”, diz criador de novo método de negociação e gestão de conflito

Brasil será interlocutor dos EUA nas relações com Maduro, aponta pesquisador

Especialista da UFMG sobre política do novo governo: “No Brasil, índio bom é índio morto”

Relações entre Brasil e França vão se deteriorar com política ambiental de Bolsonaro, diz pesquisador

Pianista brasileiro investe no Tango para seu primeiro concerto parisiense

“Com FUNAI já era difícil demarcar terras indígenas, com ruralistas será mais complicado” diz ativista de ONG

Projeto político de Bolsonaro cria desconfiança na Europa, diz historiadora francesa

"Congresso muito fragmentado será obstáculo para governo Bolsonaro", diz professor da UERJ

“Bolsonaro começa mandato pressionado e tem três meses para mostrar a que veio”, diz especialista em economia.

Autora brasileira radicada na França lança livro de memórias de viagens na Amazônia

"Intervenção federal no RJ também foi marcada pela falta de transparência e respostas sobre violações", diz coordenador de Observatório

Direitos Humanos no Brasil: perspectivas para 2019 são preocupantes, diz advogada da OAB

“Postura de Bolsonaro com a imprensa tem inspiração autoritária”, diz Eugênio Bucci