rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

"Fitoterapia e alopatia podem andar juntas", afirma naturopata brasileira Rafaela Tillier

Por Márcia Bechara

O RFI Convida conversou com a naturopata e enfermeira brasileira Rafaela Tillier, radicada em Paris, que realiza a conferência "As virtudes terapêuticas das plantas da Amazônia" no espaço Krajcberg, no 15° distrito da capital francesa, uma iniciativa do Centro Cultural do Brasil, nesta quarta-feira (7). O evento faz parte do ciclo de conferências da "Semana da América Latina e do Caribe".

Para ouvir a entrevista na íntegra, basta clicar na foto da matéria

"A naturopatia é uma profissão que existe há dois mil e quinhentos anos pelo menos", explica a naturopata e enfermeira brasileira Rafaela Tillier, especializada em plantas amazônicas. "Na Itália, em Portugal e na Inglaterra, por exemplo, essa é uma prática não apenas regulamentada como também permitida dentro dos hospitais, ao contrário da França, que ainda está atrasada em relação à Europa", explica Tillier. "Aqui a profissão existe, mas o lobby das indústrias farmacêuticas ainda é um fator que pesa muito no cuidado com os pacientes", explica.

 "A vontade de falar sobre as plantas amazônicas aconteceu depois que eu cheguei aqui. Eu via muitas pessoas falando da Amazônia, começou a moda do açaí, e eu, como naturopata formada aqui na França, acabei me apropriando um pouco disso porque a riqueza que a gente tem é tão grande, que nós mesmos brasileiros não nos damos conta. Como naturopata é minha função mostrar aos franceses tudo o que a gente tem", afirma a profissional.

"Em termos de propriedades, por exemplo, nós temos o açaí, que é o fruto mais antioxidante do mundo. Temos ainda o camu-camu, que tem uma superpropriedade, uma alta concentração de vitamina C, 20 vezes mais vitamina C que a acerola. Temos ainda a castanha-do-pará. Dentro de apenas uma castanha, temos duas vezes a dose de selênio que precisamos por dia. Todos esses frutos são considerados como superalimentos, ou alicamentos, ou seja, medicamentos em forma de alimento", detalhou Rafaela.

"Acredito que a fitoterapia e a alopatia podem andar juntas. Não precisamos ser [exclusivamente] "naturebas", as duas coisas podem ser complementares. Esse é o segredo que deve ser revelado para as pessoas", especifica a naturopata. "Os franceses estão sempre abertos e curiosos ao que vêm do Brasil, especialmente da Amazônia, mas ainda não utlizam este conhecimento", afirma Tillier.

 

 

Sabores do Brasil recebe “30% de brasileiros saudosos e 70% de franceses curiosos” em Paris

Inimigo no fascismo brasileiro é o pobre, diz pesquisadora do voto em Bolsonaro

Cantor Renato Fagundes traz a Paris tradição e modernidade da cultura gaúcha

Da extrema-direita à esquerda: populismo tem faces distintas na Europa e na América Latina, diz especialista

“Lula adiou troca e prejudicou campanha de Haddad”, diz analista David Fleischer

"Bolsa Família é grande aliado para quem deseja fazer ajuste fiscal no Brasil", afirma Marcelo Neri

Novo livro de Jean-Paul Delfino traz personagem imortal que viveu no Brasil

“Ataque corrobora ânimo de briga manifestado por Bolsonaro”, diz cientista político da UFMG

Em Perpignan, a fotógrafa brasileira Alice Martins expõe imagens da guerra na Síria

“Atlas do Agronegócio revela a complexa cadeia do setor agroindustrial”, diz coordenadora

"Assegurar preservação do patrimônio é responsabilidade da sociedade", diz presidente do Ibram sobre incêndio no Museu Nacional

“Quero nossa democracia de volta” pede cineasta brasileiro Fellipe Barbosa em Veneza

“Mulheres brasileiras sempre foram vistas como patrimônio do homem”, diz diretora-presidente da ONG Artemis

“Mulheres negras e indígenas representam o feminismo de resistência brasileiro”, afirmam pesquisadoras

Apesar da crise, brasileiros participam de Encontro Mundial das Famílias em Dublin

Instrumentalização política dos migrantes alimentou xenofobia em Roraima, diz professor da UFRR

"Tenho uma parte da história do Brasil nos meus arquivos", conta a fotógrafa Rosa Gauditano

Após turnê internacional, cantora Flávia Coelho volta ao estúdio em Paris para gravar 4° álbum