rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
A Semana na Imprensa
rss itunes

Para revista Le Point, Brasil está diante de "escolhas fatídicas" para a região

Por Adriana Moysés

A denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer colocou o Brasil nas manchetes da imprensa francesa ao longo da semana. Além das reportagens e análises nos jornais diários, a crise brasileira é tema de um extenso editorial na revista semanal Le Point, datada de 29 de junho de 2017.

Na opinião do ensaísta liberal Nicolas Baverez, intelectual formado em História, Direito e na Escola Nacional de Administração pública francesa (ENA), autor do editorial, o Brasil se encontra em uma situação de "escolhas fatídicas" não só para o futuro dos brasileiros, mas para toda a América Latina, uma vez que o país representa 60% da economia do continente.

Metódico, o ensaísta mostra, apoiado em indicadores, que o Brasil atravessa a pior crise de sua história, com uma queda de 7,2% do PIB entre o fim de 2014 e o início de 2017, um dado que simboliza as dificuldades dos países emegentes e os contrastes dos BRICS. "China e Índia continuam em uma trajetória de desenvolvimento intensivo, enquanto Rússia, Brasil e África do Sul mergulharam na recessão", observa.

Simultaneamente à crise econômica, o Brasil está paralisado pela desintegração do sistema político e da classe dirigente, sob o efeito dos escândalos da Petrobras e da Odebrecht, que é suspeita de gastar US$ 1 bilhão em propina para comprar decisores públicos em toda a América Latina, destaca o texto. Depois da destituição da ex-presidente Dilma Rousseff, a decisão do Tribunal Superior Eleitoral de absolver a chapa Dilma-Temer do crime de abuso de poder político só aumentou a desilusão dos brasileiros, nota o editorialista da Le Point.

Responsabilidades de Lula e Dilma

Pensador liberal, Baverez considera que a atual crise econômica foi causada pelas políticas inconsequentes dos ex-presidentes Lula e Dilma, mais do que pelo fim do que chama de "superciclo das matérias-primas". "A situação infernal em que o país se encontra não é uma fatalidade, e sim a consequência de um crescimento estimulado artificialmente", escreve o editorialista.

Ele considera que a denúncia de Temer por corrupção passiva dificulta a aprovação de reformas cruciais ao país, como a contenção dos gastos públicos, o aumento da idade da aposentadoria, a reforma trabalhista e a retomada dos investimentos em infraestrutura. Sempre apoiado em números, Baverez mostra que o Brasil vai demorar para arrumar a casa e se livrar da corrupção. "A questão é que a evolução do Brasil é decisiva para a América Latina pelo peso econômico do país no continente", ressalta o texto.

Entre os programas liberais aplicados atualmente às economias da Argentina e da Colômbia, a Le Point não tem a menor dúvida de que estas são opções melhores do que a "demagogia mortífera" que tomou conta da Venezuela. Sem saber no que vai dar o mandato de Temer, o editorialista conclui que o Brasil é atualmente o principal campo de batalha, na região, do combate entre a democracia e o populismo.

A revista semanal L’Express destaca que, depois da denúncia da Procuradoria, Temer desistiu de participar da reunião de cúpula do G20, nos dias 7 e 8 de julho, em Hamburgo, na Alemanha. L’Express lembra que Temer fez sua estreia internacional como presidente da República justamente em uma cúpula do G20, em setembro passado, na China. De lá para cá, a situação do peemedebista se complicou.

Franco-brasileiro transforma Renault em líder mundial do setor automobilístico

Especialistas contestam reforma trabalhista concebida pelo "melhor amigo" de Macron

Para escritor Salman Rushdie, Ocidente tem "cegueira estúpida" sobre jihadismo

Elisabeth Badinter denuncia regressão da condição da mulher na França

Conheça Victoria Kawesa, a primeira negra a dirigir um partido na Europa

Revista analisa impacto dos cônjuges sobre os candidatos à presidência francesa

Sucesso de comédias e filmes religiosos reflete gosto dos brasileiros, diz revista do Le Monde

Oscar para Moonlight marca vitória da luta contra homofobia em Hollywood

Le Monde mostra como crise política é satirizada no carnaval do Rio de Janeiro

Músicos viram combatentes da paz no Mali, país assolado pelo terrorismo e pela violência

“Médicos da esposa de Lula despejam sua raiva no Whatsapp”, destaca revista do Le Monde