rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Brasil G20 Michel Temer

Publicado em • Modificado em

No G20, Temer diz que não há crise econômica no Brasil

media
A chanceler alemã Angela Merkel recebe o presidente brasileiro Michel Temer na reunião de cúpula do G20 em Hamburgo. REUTERS/Kai Pfaffenbach

O presidente brasileiro Michel Temer está em Hamburgo, na Alemanha, para a reunião de cúpula do G20, grupo das 20 mais importantes economias industrializadas e países emergentes. Ao desembarcar na cidade, o chefe de Estado disse que a economia do Brasil vai bem.  


De Hamburgo para a RFI

 

"Crise econômica no Brasil não existe. Vocês têm visto os últimos dados", disse Michel Temer na chegada ao hotel Meridien em Hamburgo, em breve encontro com a imprensa. Ele também disse que o setor de indústria e agronegócio voltaram a crescer no país. O presidente negou ainda que a crise política atrapalhe a economia do país.

Logo pela manhã, Temer participou de uma reunião dos Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Segundo a agenda oficial, Temer não tem nenhuma reunião bilateral prevista com outro líder internacional. 

Nome de Temer fora da lista

Alguns panfletos oficiais ainda mostravam na lista dos participantes o nome e a fotografia de Henrique Meirelles, o ministro brasileiro das Finanças, como representante de Brasília na reunião do G20.  Na foto da esquerda, por exemplo, vemos o nome de Meirelles, em seguida o do presidente chinês Xi Jinping, e o do presidente francês, Emmanuel Macron.

A situação foi provocada pela hesitação de Temer, que havia cancelado a sua vinda ao G20, mas voltou atrás e decidiu fazer parte do encontro.

A cúpula é marcada por manifestações. Já na véspera da abertura, cerca de 12 mil pessoas protestaram nas ruas de Hamburgo contra a organização do encontro.

Os manifestantes entraram em confronto com a polícia, que usou gás lacrimogêneo e canhões d'água para dispersar a multidão.