rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Cúpula do G20 Michel Temer Donald Trump Brasil Economia Crise política

Publicado em • Modificado em

Temer diz a Trump que Brasil vai "muito bem"

media
O presidente Michel temer no G20 de Hamburgo, na Alemanha. REUTERS/Wolfgang Rattay

Com a crise política em Brasília, o presidente Michel Temer não ficou até o final da reunião de cúpula do G20, encerrada neste sábado (8) em Hamburgo, na Alemanha. Ele deixou o encontro na metade da penúltima reunião entre os líderes mundiais. Mas voltou a dizer ao presidente americano, Donald Trump, que o Brasil "vai muito bem".


Na primeira sessão de trabalho do G20, na manhã de sábado, Temer teve um rápido encontro com Trump. Os dois chefes de Estado se cumprimentaram com um aperto de mãos e Temer sugeriu a Trump "aproximar empresários brasileiros e americanos para gerar novos negócios".

Temer disse que Trump elogiou o desempenho da economia brasileira. O peemedebista reforçou que o Brasil "vai muito bem". O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, substituiu o presidente na última reunião da cúpula. O tema era criação de empregos, economia digital e empoderamento feminino.

Temer não tinha reuniões bilaterais previstas em sua agenda. Depois de cometer mais uma gafe ontem, ao dizer em um vídeo postado em sua conta no Twitter que as ações do governo estão "fazendo voltar o desemprego" no Brasil, o presidente disse hoje que, em seu retorno, irá trabalhar pela recuperação econômica do país.

Questionado sobre o seu futuro no Palácio do Planalto, Temer disse estar "muito tranquilo". Ele embarcou de volta para o Brasil às 12h30, horário local, 7h30, horário de Brasília.