rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Brasil Mercosul União Europeia Relações Exteriores

Publicado em • Modificado em

Chanceler brasileiro discute acordo de livre comércio entre Mercosul e UE em Paris

media
O chanceler brasileiro Aloysio Nunes Ferreira Divulgação

O ministro brasileiro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, está em Paris, nesta segunda-feira (28), para se reunir com os principais embaixadores brasileiros na Europa e com o seu colega francês de pasta, Jean-Yves Le Drian, também encarregado de Assuntos Europeus.


Na pauta, o principal tema são as relações comerciais entre o Mercosul – bloco que reúne Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – e a União Europeia (UE). Num contexto de crise econômica, esta visita deixa claro aos parceiros europeus o interesse de promover a ampliação dos fluxos bilaterais de comércio e investimentos entre os dois blocos.

Em 2014, a França foi a quinta maior fonte de investimentos no mercado brasileiro. No ano passado, o intercâmbio comercial entre os dois países atingiu US$ 5,98 bilhões.

A missão do chanceler brasileiro pela Europa inclui também visitas a Londres, onde já esteve no último dia 25, e Bruxelas, onde estará amanhã (29) e depois (30), com uma agenda de encontros que inclui o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani.

O acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, que vem sendo negociado há mais de uma década, pode chegar, enfim, a uma resolução, que deve ser apresentada até o final deste ano, na conferência da Organização Mundial de Comércio que acontecerá em dezembro, em Buenos Aires.

Conselho de Segurança volta à pauta

Na pauta do chanceler com os ministros europeus, entre outros assuntos, estão a entrada do Brasil na Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico (OCDE), temas ambientais relacionados ao Acordo de Paris e a reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas, defendida pelo Brasil.

Grã-Bretanha e França – os últimos dois membros fixos do Conselho, formado também por Rússia, China e Estados Unidos, a serem visitados pelo chanceler – teriam manifestado apoio para que o Brasil se torne também membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

A promoção da cooperação bilateral, em particular em matéria de comércio e de investimentos, é, porém, o grande motor desta visita, que inclui encontros com o vice-presidente da Comissão Europeia e Comissário para Emprego, Crescimento, Investimento e Competitividade, Jyrki Katainen, e com a Comissária de Comércio, Cecilia Malmström.

Esses encontros visam tratar, no âmbito da presidência rotativa brasileira do Mercosul, do encaminhamento das negociações comerciais entre os dois blocos, , com vistas à sua conclusão.

A União Europeia é a região que mais investe no Brasil: o estoque de investimento da UE, em 2014, somou US$ 262 bilhões, quase a metade de todo o investimento estrangeiro no Brasil. Em 2016, o intercâmbio comercial entre Brasil e União Europeia atingiu US$ 64,42 bilhões.