rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Aeronáutica Embraer Brasil Filipinas

Publicado em • Modificado em

Embraer anuncia venda de Super Tucano para Filipinas

media
O Super Tucano, um dos maiores suvessos de vendas da Embraer Defense. Embraer/Divulgação

As Forças Armadas das Filipinas, que lutam contra extremistas ligados ao grupo Estado Islâmico (EI) e contra guerrilhas comunistas, vão adquirir seis aviões Super Tucano fabricados no Brasil para suas missões de apoio aéreo.


A Embraer Defense, braço da Embraer que fabrica aeronaves para uso militar, ganhou a licitação pública para fornecer às Filipinas seis aparelhos por US$ 98,5 milhões, informou o ministério das Finanças do país em um comunicado.

"Vão ser os principais aviões de apoio da Força Aérea das Filipinas", indicou o governo filipino.

Os aparelhos, que devem ser entregues no início de 2019, atendem às necessidades da Força Aérea, que precisa de “aeronaves de ataque leve e treinamento avançado, como o A-29 Super Tucano", informou a Embraer.

Frota obsoleta

O governo filipino não especificou onde os novos aviões serão empregados, mas havia muito tempo as Forças Armadas manifestavam interesse em adquirir aeronaves de combate para enfrentar os extremistas muçulmanos no sul do país e os rebeldes comunistas nas áreas rurais.

Atualmente a Força Aérea das Filipinas opera aviões norte-americanos OV-10 Bronco para bombardear posições insurgentes.

Esses aviões, que datam da Guerra do Vietnã, participaram dos confrontos de maio a outubro contra partidários do EI que assumiram o controle da cidade de Marawi, no sul das Filipinas.