rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Poeta baiano faz trilogia de poesias a partir de obras visuais

Por Taise Parente

“Bichos Poesias Desenhadas” é o nome do livro que o poeta baiano Natan Barreto, radicado em Londres, está promovendo em Paris.

“São 83 poesias curtas, todas sobre animais, em forma de quadras, ou seja, apenas quatro versos, todos rimados”, conta Natan Barreto. A princípio, o poeta pensou em convidar um artista para fazer as ilustrações, mas sua irmã sugeriu utilizar pinturas dos alunos de uma escola em Salvador, onde a mãe de ambos trabalhou.

“As 83 poesias foram lidas para 29 alunos do 5° ano do Ensino Fundamental dessa escola”, explica Natan. “Cada criança fez uma leitura, uma interpretação pessoal das poesias”, continua. O escritor voltou a Londres com uma caixa cheia de desenhos e dali foi selecionando as imagens, escolhendo as que melhor correspondessem a cada poema.

Trilogia sobre imagens

Natan Barreto explica que “Bichos Poesias Desenhadas” é o segundo volume de uma trilogia de poesias baseadas em imagens. “O primeiro foi ‘Movimento Imóvel’, de 2016, com 33 poesias escritas a partir de pinturas, esculturas e desenhos de grandes mestres das artes visuais, como Van Gogh, Picasso, Michelângelo, chegando a Portinari e Tarsila do Amaral.

“O terceiro livro está em execução, ainda não tem nome, mas será feito a partir de fotografias”, conta Natan. “Esse livro eu comecei em 2003, sem saber que eu começava ”, diz o poeta, poeticamente. A ideia surgiu de um convite no Barbican Center, um espaço cultural em Londres, onde Natan foi convidado a refletir sobre fotografias de Sebastião Salgado com poesias. Ele produziu duas, em português e inglês, que foram publicadas no livro ‘Esconderijos em papeis’ e ao longo dos anos ele vem fazendo outras poesias a partir de imagens fotográficas. O livro que fecha a trilogia será lançado em 2019.

 

"Vitimização de Lula é estratégia do PT para angariar votos", diz cientista político

Sergio Amadeu: combate à desinformação na rede é importante mas não pode virar censura

“Nosso trabalho é mais valorizado fora do Brasil”, diz Sandra Veloso, do Balé Folclórico de Fortaleza

Ilustradora Suppa e Miguel Falabella criam canal no Youtube para crianças de todas as idades

A carne é um objeto de sedução e excitação, diz Júlio Bressane em Locarno

Calixto Neto dança a “ira” para reinventar “corpos minoritários” no Festival Camping, em Paris

"Rever acordos de paz com as FARC é um risco para novo presidente da Colômbia”, diz historiador

Em Arles, Thyago Nogueira, do IMS, divulga fotografia brasileira contemporânea

Cineasta franco-suíço apresenta filme sobre a busca por entrevista com João Gilberto

Documentário brasileiro “Zaatari” revela força e poesia de refugiados sírios na Jordânia

Crise ameaça renovação da classe científica brasileira, diz Marcelo Viana, organizador do Congresso Internacional de Matemáticos

Revista acadêmica francesa lança número especial sobre crise política no Brasil

"Existe um índio dentro de cada brasileiro", diz Ernesto Neto, em cartaz com a escultura monumental GaiaMotherTree na Suíça

Turistas brasileiros cada vez mais interessados em história da arte em Paris

“Riqueza infinita”: apresentador Gilles Bourgarel promove música brasileira há 14 anos na Françar

“Discussão sobre identidade de gênero no teatro é uma tendência mundial”, diz professora da USP que acompanha o Festival de Avignon

Cineasta Lúcia Verissimo defende a importância da preservação da memória de um país