rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Países de língua portuguesa preparam Encontro Mundial das Câmaras de Comércio no Rio

Por Márcia Bechara

O RFI Convida nesta quinta-feira (1°) George Teixeira, presidente honorário da CE CPLP, a Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Portuguesa e presidente da CACB, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil. De passagem por Paris, ele se prepara junto com outros líderes do setor, o 11° Encontro Mundial de Câmaras do Comércio, que acontecerá no Rio de Janeiro, em junho de 2019.

George Teixeira começou a semana em Bruxelas, na EuroChambers, e continua a agenda de reuniões estratégicas com empresários na capital francesa, onde fica a sede mundial da International Chamber of Commerce (ICC). “A CACB é a entidade mais antiga das Américas. Foi fundada na Bahia há 215 anos, estamos presentes em todo o Brasil com 2,3 mil associações comerciais, na grande maioria dos 5,5 mil municípios brasileiros. Estamos presente nos 27 estados da federação, temos uma participação de mais de 2 milhões de empresas associadas”, conta o empresário.

O evento mundial das câmaras de comércio reúne, segundo Teixeira, 210 países. “Esperamos receber mais de 2 mil empresários de todo o mundo, nesse encontro que acontece a cada dois anos e que vai acontecer pela primeira vez no Brasil”, explica.

“Evidente que o Brasil tem uma indústria muito grande. Temos produtos agrícolas, somos o maior exportador de soja, de grãos, de milho, de carne, tanto de boi quanto de frango, mas também temos indústria automobilística, temos derivados de petróleo, uma indústria calçadista muito grande, mas reconheço que é muito pouco. Os países da África são muito mais voltados para seus produtos agrícolas e primários. O trabalho que a CPLP está fazendo é que nós possamos ter novas tecnologias, produtos com mais valor agregado, para que os industriais, empresários e a população se beneficiem disso”, analisa.

Um dos papeis fundamentais da CE CPLP e da CACB é justamente criar um ambiente seguro para que empresários possam investir. “Temos incentivado os micro, pequenos e médios empresários para que possam ter capitais de risco com juros mais baratos, às vezes até subsidiado, com um fundo de aval, onde os empresários podem dispor destes recursos para que haja desenvolvimento”, conclui Teixeira.

Para ver a entrevista completa, basta clicar no vídeo abaixo:

Sabores do Brasil recebe “30% de brasileiros saudosos e 70% de franceses curiosos” em Paris

Inimigo no fascismo brasileiro é o pobre, diz pesquisadora do voto em Bolsonaro

Cantor Renato Fagundes traz a Paris tradição e modernidade da cultura gaúcha

Da extrema-direita à esquerda: populismo tem faces distintas na Europa e na América Latina, diz especialista

“Lula adiou troca e prejudicou campanha de Haddad”, diz analista David Fleischer

"Bolsa Família é grande aliado para quem deseja fazer ajuste fiscal no Brasil", afirma Marcelo Neri

Novo livro de Jean-Paul Delfino traz personagem imortal que viveu no Brasil

“Ataque corrobora ânimo de briga manifestado por Bolsonaro”, diz cientista político da UFMG

Em Perpignan, a fotógrafa brasileira Alice Martins expõe imagens da guerra na Síria

“Atlas do Agronegócio revela a complexa cadeia do setor agroindustrial”, diz coordenadora

"Assegurar preservação do patrimônio é responsabilidade da sociedade", diz presidente do Ibram sobre incêndio no Museu Nacional

“Quero nossa democracia de volta” pede cineasta brasileiro Fellipe Barbosa em Veneza

“Mulheres brasileiras sempre foram vistas como patrimônio do homem”, diz diretora-presidente da ONG Artemis

“Mulheres negras e indígenas representam o feminismo de resistência brasileiro”, afirmam pesquisadoras

Apesar da crise, brasileiros participam de Encontro Mundial das Famílias em Dublin

Instrumentalização política dos migrantes alimentou xenofobia em Roraima, diz professor da UFRR

"Tenho uma parte da história do Brasil nos meus arquivos", conta a fotógrafa Rosa Gauditano

Após turnê internacional, cantora Flávia Coelho volta ao estúdio em Paris para gravar 4° álbum