rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Filme sobre comunidade judaica no Brasil é destaque em festival de Paris

Por Silvano Mendes

O filme “O Rochedo e a Estrela” é um dos destaques da programação da edição de 20 anos do Festival de Cinema Brasileiro de Paris, que abre suas portas nesta terça-feira (3). Fruto de décadas de pesquisa da diretora Katia Mesel, a obra conta a história da primeira colônia judaica das Américas, instalada no Recife após a inquisição, e que, em seguida, ajudou a construir Nova York.

Quem poderia imaginar que a Big Apple teria, na história de sua construção, origens pernambucanas? Essa é uma das teses levantadas pelo documentário projetado nesta quinta-feira (5) em Paris e que conta a saga dos chamados Cristãos Novos no Brasil.

O filme, cuja pesquisa teve início em 1998, relata o “período holandês” de Recife, no século 17, quando Mauricio de Nassau permitiu a fundação da primeira comunidade judaica das Américas. “Os holandeses, protestantes, comerciantes e espertos, aceitaram os judeus convertidos à força em Portugal e que, por uma questão de sobrevivência, foram para a Holanda e, de lá, viram essa oportunidade do Novo Mundo desconhecido que era o Brasil e Pernambuco” na época, explica a diretora do documentário.

Dezenas de entrevistas em quatro países e várias reconstituições de época, inclusive com objetos autênticos do século 17, compõem a trama, que aborda em seguida o destino desses judeus mais tarde. “Um navio saiu do porto do Recife rumo a uma pequena colônia, que era apenas um entreposto comercial em Manhattan, chamada na época de Nova Amsterdã, e lá fundaram a primeira colônia judaica da América do Norte”, conta a diretora, lembrando que o primeiro cemitério de judeus de Nova York é composto principalmente por nomes de consonância portuguesa ou ibérica.

A projeção de “O Rochedo e a Estrela” no Festival de Cinema Brasileiro de Paris também marca os 50 anos de carreira da cineasta. Pioneira do cinema em Pernambuco, Katia Mesel tem mais de 300 obras audiovisuais realizadas em todos os formatos e suportes e prepara um novo projeto em Fernando de Noronha.

Assista a entrevista integral no vídeo abaixo.

Sabores do Brasil recebe “30% de brasileiros saudosos e 70% de franceses curiosos” em Paris

Cantor Renato Fagundes traz a Paris tradição e modernidade da cultura gaúcha

Inimigo no fascismo brasileiro é o pobre, diz pesquisadora do voto em Bolsonaro

Da extrema-direita à esquerda: populismo tem faces distintas na Europa e na América Latina, diz especialista

“Lula adiou troca e prejudicou campanha de Haddad”, diz analista David Fleischer

"Bolsa Família é grande aliado para quem deseja fazer ajuste fiscal no Brasil", afirma Marcelo Neri

Novo livro de Jean-Paul Delfino traz personagem imortal que viveu no Brasil

“Ataque corrobora ânimo de briga manifestado por Bolsonaro”, diz cientista político da UFMG

Em Perpignan, a fotógrafa brasileira Alice Martins expõe imagens da guerra na Síria

“Atlas do Agronegócio revela a complexa cadeia do setor agroindustrial”, diz coordenadora

"Assegurar preservação do patrimônio é responsabilidade da sociedade", diz presidente do Ibram sobre incêndio no Museu Nacional

“Quero nossa democracia de volta” pede cineasta brasileiro Fellipe Barbosa em Veneza

“Mulheres brasileiras sempre foram vistas como patrimônio do homem”, diz diretora-presidente da ONG Artemis

“Mulheres negras e indígenas representam o feminismo de resistência brasileiro”, afirmam pesquisadoras

Apesar da crise, brasileiros participam de Encontro Mundial das Famílias em Dublin

Instrumentalização política dos migrantes alimentou xenofobia em Roraima, diz professor da UFRR

"Tenho uma parte da história do Brasil nos meus arquivos", conta a fotógrafa Rosa Gauditano

Após turnê internacional, cantora Flávia Coelho volta ao estúdio em Paris para gravar 4° álbum