rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Conferência Lula Brasil Justiça Prisão Corrupção

Publicado em • Modificado em

“Brasil tem sede de justiça”, diz Raquel Dodge em Boston

media
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, participou do Brazil Conference, em Boston. REUTERS/Ueslei Marcelino

“Nosso país tem sede de justiça”, declarou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, neste domingo (8), na Brazil Conference, em Boston. Dodge dividiu o palco com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. Eles falaram a uma plateia composta principalmente por brasileiros estudantes da Universidade de Harvard e do Massachusetts Institute of Technology (MIT), além de empresários como Jorge Paulo Lemann, dono da Ambev.


Ligia Hougland, correspondente da RFI de Boston

A procuradora-geral disse que “a autoridade julgadora é sempre desafiada por mais um recurso”, mas lembrou que essa capacidade de recorrer só está disponível a quem tem meios financeiros, o que resulta em “grande insegurança jurídica”. “No Brasil, a impunidade que muitos percebem ser muito grande é, na verdade, seletiva”, disse Dodge.

O ministro Barroso foi aplaudido de pé pela plateia, conseguindo tomar o lugar de estrela da Brazil Conference de Anitta.

O empreendedorismo de Anitta

A cantora funk Anitta falou na Brazil Conference no sábado (7). @LPinfocus/LucianaPadilha

A cantora funk falou na Brazil Conference no sábado (7) e, até então, era a palestrante de maior sucesso do evento.

Anitta surpreendeu a plateia de empresários multimilionários e estudantes brasileiros de Harvard e do MIT ao falar com desenvoltura sobre empreendedorismo, além de mostrar ter uma sofisticada visão comercial de longo prazo.

Mensagem de otimismo

O ministro Barroso mostrou ter um fã clube ainda mais entusiasmado na plateia da elite acadêmica e financeira em Boston. Ele passou à audiência uma mensagem magistral, porém otimista e acessível, fazendo o público vibrar.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, participou ao lado do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, da Brazil Conference, em Boston. @LPinfocus/LucianaPadilha

“Não fui colhido pela onda de negatividade que tem afetado a própria autoestima das pessoas de modo geral. Estamos às vésperas de um novo começo”, disse Barroso. Segundo o ministro, uma grande variedade de “sintomas mórbidos” compõem o momento brasileiro. “Mas vamos escapar com vida e fazer um país maior e melhor”, assegurou.

Já o apresentador Luciano Huck declarou que “o ministro Barroso me representa”, ao participar do painel Hack Brazil e concluir a conferência. Ao ser perguntado sobre como via a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Huck disse sentir tristeza.

“Acho que o país tem de ser um país liberal, uma economia aberta, mas, se não tiver olhar social muito forte no combate à desigualdade, nunca vai ser o país que a gente gostaria que fosse. Sob essa ótica, fico muito triste em relação ao presidente Lula porque ele tem esse olhar social”, disse Huck.