rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Mistérios da Chapada Diamantina são tema de livro de Christiane de Murville

Por Elcio Ramalho

A escritora paulista Christiane de Murville participou de encontro literário em Paris, na Associação Alter Brasilis, onde falou da trilogia “A Caverna Cristalina”, já traduzida para o francês. Ela também vai estar no Salão do Livro de Genebra, na Suíça.

“A Caverna Cristalina” se passa na Chapada Diamantina, na Bahia. “Um lugar absolutamente maravilhoso e lindo, vale a pena conhecer”, incentiva Christiane. “Durante algum tempo, o local passou pelo apogeu da mineração, atraindo muitas pessoas, a cidade chegou a ter dez mil habitantes, com casinos, cabarés, escravos”, conta. “Hoje são apenas 400 e vivem principalmente do turismo”, acrescenta.

A trama da trilogia gira em torno das aventuras de um grupo de pesquisadores que vai até a Chapada Diamantina e lá eles encontram uma caverna com cristais. “Lá acontecem fenômenos muito diferentes, por assim dizer, e eles são transportados no tempo. Nessas idas e vindas, eles visitam diferentes realidades”, explica Christiane. “No desenrolar, vou retomando a história da Chapada, que é real, apesar do livro ser uma ficção”.

Lendas

Ela explica que a Chapada Diamantina também é rica em lendas. “Acredita-se que existam portais se formando na Chapada e passagens secretas para outros mundos, ou para o interior da Terra, ou seja, um cristal translúcido ou um poço de águas claras que leva para os tempos incas, uma Macchu Picchu baiana”, relata.

Christiane também apresenta um outro livro, “A vida como ela é”, sobre dois vizinhos que se encontram no elevador, que são amigos, apesar das visões de mundo muito diferentes. “O final não posso contar”, diz a autora, fazendo suspense.

O próximo romance de Christiane de Murville, “Até Quando?”, vai ser lançado no Brasil em maio.

 

“Favela é o maior resumo do Brasil”, afirma ativista do Complexo do Alemão

“Caso Coaf prova que Bolsonaro nunca foi ‘outsider’”, afirma Manuela D’Ávila em Roma

“PT não promoveu alfabetização política no Brasil”, diz Frei Betto

Cineasta Marcelo Novais lança em Paris um “diário íntimo de uma geração”

Incêndios e barricadas substituíram greves como forma de protesto na França, diz especialista

Representante dos delegados da Polícia Federal diz ser contra banalização das armas no Brasil

Lia Rodrigues volta à Paris com “Fúria”, coreografia com moradores da favela da Maré

Militares nomeados por Bolsonaro são mais moderados do que ministros, diz Leonardo Sakamoto

“Comunidade internacional espera responsabilidade ambiental do Brasil”, diz especialista

“Muita gente procurava uma confeitaria menos doce”, diz chef francês radicado em Brasília

Paris recebe Bazar de Natal com artesanato de mulheres de favelas cariocas

Fotógrafo brasileiro lembra 30 anos da morte de Chico Mendes com exposição em Paris

Músicos Francis e Olivia Hime homenageiam Vinicius de Moraes na França

“Ser estrangeiro me fez escritor”, diz Natan Barreto, que lança livro de poesias em Paris

“Discurso de Bolsonaro legitima ‘direito de matar’”, afirma professora da Universidade de Brasília

Ex-ambulante brasileiro fala para 400 estudantes na Europa: “Seja parte da solução, não do problema”

“Romances em quadrinhos estão em momento especial”, diz ilustradora Luli Penna