rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Mistérios da Chapada Diamantina são tema de livro de Christiane de Murville

Por Elcio Ramalho

A escritora paulista Christiane de Murville participou de encontro literário em Paris, na Associação Alter Brasilis, onde falou da trilogia “A Caverna Cristalina”, já traduzida para o francês. Ela também vai estar no Salão do Livro de Genebra, na Suíça.

“A Caverna Cristalina” se passa na Chapada Diamantina, na Bahia. “Um lugar absolutamente maravilhoso e lindo, vale a pena conhecer”, incentiva Christiane. “Durante algum tempo, o local passou pelo apogeu da mineração, atraindo muitas pessoas, a cidade chegou a ter dez mil habitantes, com casinos, cabarés, escravos”, conta. “Hoje são apenas 400 e vivem principalmente do turismo”, acrescenta.

A trama da trilogia gira em torno das aventuras de um grupo de pesquisadores que vai até a Chapada Diamantina e lá eles encontram uma caverna com cristais. “Lá acontecem fenômenos muito diferentes, por assim dizer, e eles são transportados no tempo. Nessas idas e vindas, eles visitam diferentes realidades”, explica Christiane. “No desenrolar, vou retomando a história da Chapada, que é real, apesar do livro ser uma ficção”.

Lendas

Ela explica que a Chapada Diamantina também é rica em lendas. “Acredita-se que existam portais se formando na Chapada e passagens secretas para outros mundos, ou para o interior da Terra, ou seja, um cristal translúcido ou um poço de águas claras que leva para os tempos incas, uma Macchu Picchu baiana”, relata.

Christiane também apresenta um outro livro, “A vida como ela é”, sobre dois vizinhos que se encontram no elevador, que são amigos, apesar das visões de mundo muito diferentes. “O final não posso contar”, diz a autora, fazendo suspense.

O próximo romance de Christiane de Murville, “Até Quando?”, vai ser lançado no Brasil em maio.

 

“Uso da religião está sendo deturpado nas eleições", diz médium Divaldo Franco

“Minha música é um engajamento pela liberdade”, diz gaúcho radicado na França

“Apenas distanciamento histórico vai explicar o que deu errado no Brasil”, diz cineasta Filipe Galvon

"Brasileiros querem coisas novas, mesmo que elas piorem para depois melhorar", diz Luiz Olavo Baptista

Jussara Korngold: "Brasileiros contribuiram para entrada do espiritismo nos EUA"

Documentário sobre ocupação do prédio do IBGE durante Rio 2016 é lançado na França

“Brasil virou um território da burrice”, diz escritor Bernardo Carvalho

“Há uma crença de que um regime mais militarizado colocaria ordem no Brasil”, diz historiadora da USP

Campanha da extrema direita mergulha Brasil em momento regressivo, diz especialista em segurança

"Faremos políticas públicas de alto impacto e baixo custo", diz cocandidata da Bancada Ativista de SP

Bolsonaro é produto de "avacalhação" da democracia brasileira, diz analista

Tudo o que você precisa saber para votar nas eleições brasileiras de 2018 em Paris

“Eu quis mostrar o ciclo criminoso que persiste no sertão brasileiro”, diz cineasta Eduardo Morotó em Biarritz

“Era inimaginável ver alguém defendendo a volta da ditadura, como hoje no Brasil”, diz a cineasta Flávia Castro

“Bolsonaro representa a banda podre do Brasil”, diz cartunista Adão Iturrusgarai

Bela Gil em festival Slow Food na Itália: “É importante conhecer quem produz o alimento”

Sabores do Brasil recebe “30% de brasileiros saudosos e 70% de franceses curiosos” em Paris