rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Neymar Política PSG

Publicado em • Modificado em

Presidente precisa “ter caráter para assumir a liderança do Brasil”, diz Neymar

media
Neymar no Parque dos Príncipes em 07/10/18 REUTERS/Gonzalo Fuentes

O craque brasileiro do PSG, Neymar, que geralmente conversa pouco com a imprensa, falou por mais de cinco minutos após a partida contra o Lyon no último domingo (7). Perguntado sobre o primeiro turno das eleições de 2018, Neymar ressaltou a responsabilidade que o futuro presidente terá para governar o Brasil.


Após uma vitória avassaladora de 5 a 0 sobre o Lyon, Neymar parou para conversar com a imprensa. No dia do primeiro turno das eleições, o jogador lembrou que não costuma falar de política. “Procuro não entrar em assuntos políticos, mas mesmo de longe a gente acaba acompanhando. É algo muito pessoal. Cada um corresponde de alguma forma, cada um tem o seu pensamento. Eu entrego nas mãos de Deus, espero que alguém de caráter, de confiança, possa assumir a liderança do Brasil e levantar o país, que merece não só felicidade, mas alguém com responsabilidade lá em cima”, afirmou Neymar.

Neymar Júnior 07/10 08/10/2018 Ouvir

Neymar também falou da partida. Jogando em casa, o brasileiro abriu o placar, mas o grande nome do confronto foi Mbappé, que anotou nada mais, nada menos que quatro gols, o que não acontecia no campeonato francês há 45 anos. “Pelo o que ele fez hoje, está de parabéns. Vou puxar a orelha dele um pouco, já que ele poderia ter me consagrado um pouco mais”, falou Neymar em tom de brincadeira.

Com o resultado, o PSG chega à sua nona vitória em nove jogos, mantendo 100% de aproveitamento e se isolando ainda mais na liderança do campeonato com 27 pontos, oito a mais que o Lille, segundo colocado. O Lyon, por sua vez, fica com 14 pontos e encerra a rodada na sexta posição.

O Lyon volta a entrar em ação pela competição nacional apenas no dia 19, sexta-feira, quando recebe o Nîmes, às 15h45 (horário de Brasília). No dia seguinte, às 12h (de Brasília) é a vez do PSG voltar a campo, jogando mais uma vez em casa, agora contra o Amiens, de Paulo Henrique Ganso, melhor amigo de Neymar.

(Com colaboração de Marco Martins, jornalista da RFI)