rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

Fotógrafo curitibano expõe em Paris obras inspiradas na espiritualidade

Por Elcio Ramalho

Luiz Todeschi começou a fotografar por curiosidade aos 14 anos, mas foi na idade adulta que fez a opção de investir na profissão. Há cinco anos diz ter descoberto sua verdadeira vocação: unir arte e espiritualidade em seu trabalho, que tem como foco principal a luz.

“Na minha caminhada como fotógrafo, busco honrar a luz em todas as suas manifestações, observando cores e energia em situações que ficam ocultas aos olhos comuns”, explica.

A obra de Luiz Todeschi integra a exposição “Meu Brasil em Paris”, no Cloître des Billettes, um claustro medieval no centro da capital francesa. Esta exibição faz parte de um projeto de mentoria realizado por Ana Priscilla Marques e Ricardo Esteves, que também é curador da mostra.

No total, trabalhos de nove fotógrafos brasileiros foram expostos e, a partir desta segunda-feira (11), uma nova fase concentrou em três deles, incluindo Todeschi, que trouxe a série “Violeta”, um conjunto de quatro fotos.

“Trabalho a energia espiritual da transmutação, da ‘chama violeta’, ligada à Saint-Germain, um dos mestres da Fraternidade Branca”, explica, em referência ao movimento espiritual.

A “chama violeta”, de acordo com a visão gnóstica e esotérica, foi um dos maiores dons de Deus para a Humanidade. Segundo Todeschi, essa luz se manifestou durante a criação fotográfica da série, que retrata os quatro elementos da natureza.

Banda Natiruts lota casa de shows em Paris com 'I love', "ampliando raízes" do reggae

Livro de brasileira radicada em Paris desmistifica glamour da capital francesa

Especialista da FAO alerta para contaminação do Aquífero Guarani no Brasil

Militares são os maiores defensores da Amazônia, diz novo embaixador do Brasil na França

Hong Kong: Impacto internacional limita riscos de novo massacre pela China, diz professor

Brasileiro propõe Notre-Dame com cobertura leve em vitrais: “Risco estrutural é real”

“Somos seres humanos como Bolsonaro”, diz índio brasileiro no Festival de Locarno

“Países que praticaram políticas de privatização do ensino nunca chegaram a esse nível”, diz professora da Unirio, que participa do protesto pela educação no Brasil

Após turnê europeia, cantor Dienis retorna ao Brasil com “Lua Cheia”

Filme de brasileira concorre a prêmio no Festival de Locarno tocando em feridas abertas da colonização amazônica

Paulo Artaxo: limitar aquecimento global a 2°C é “praticamente impossível”

Não há risco de epidemia de malária vinda da Venezuela, mas de sarampo sim

Brasil vive "tentativa de imbecilização coletiva”, diz filósofo português

Arles: festival de fotografia mostra trabalho de Pedro Kuperman e indígenas Ashaninka, do Acre

“Aliança militar com EUA é coerente com projeto de submissão do Brasil”, diz pesquisador da UNESP

Ao dar "bolo" em chanceler francês, Bolsonaro mostra que não tem postura de presidente, analisa cientista político

“O sistema judiciário se tornou espaço de disputas políticas”, diz juiz Rubens Casara

Discurso de governo para explorar terras indígenas legitima invasões, alerta organização indigenista

“A sociedade diz todos os dias como uma mulher negra tem que se comportar”, afirma cantora Tássia Reis, em turnê na Europa

Demônios da Garoa se apresenta pela primeira vez na Europa em festival que homenageia São Paulo