rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

"Alastrar competitividade para toda a economia brasileira está no radar do governo", diz diretor-geral da OMC

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, participou nesta terça-feira (12) da primeira Conferência Internacional sobre Segurança Alimentar organizada por diversas agências das Nações Unidas na sede da União Africana em Addis Abeba, na Etiópia.

Em entrevista exclusiva à RFI, Azevêdo afirmou que o comércio global exerce um papel fundamental para retirar as pessoas da pobreza e criticou medidas comerciais isolacionistas de alguns governos.

“O que vemos no mundo moderno é uma escalada de tensões comerciais que não são apenas comerciais. Com frequência, se veem motivações estratégicas e políticas que também têm impacto na área comercial”, afirmou.

Azevêdo disse que quando as crises comerciais são acentuadas por elementos geopolíticos, a busca por soluções fica mais complexa. “A OMC está tentando, dentro das suas possibilidades e jurisdição, encontrar maneiras de diminuir essas tensões para facilitar o comércio e o crescimento da economia global”.

Torcida para acordo entre Mercosul e União Europeia

O diretor declarou que a OMC é favorável ao estabelecimento de grandes acordos comerciais entre blocos e países como, por exemplo, a recente criação de uma zona de livre comércio entre União Europeia (UE) e Japão. Azevêdo aposta que se houver vontade política, o acordo de comércio entre UE e Mercosul poderá sair do papel.

“Vemos de forma positiva essas iniciativas de liberalização comercial, de maior integração no comércio mundial, de certa forma complementando o que fazemos no plano multilateral da OMC. São processos paralelos, que seguem pistas paralelas e que se complementam. Sobre o Mercosul e a União Europeia, não sei se vai sair nem quando vai sair, mas penso que se houver vontade política sairá e torço para que isso aconteça”.

Competitividade brasileira

Azevêdo recordou que o sucesso do comércio exterior brasileiro está diretamente ligado ao crescimento da economia mundial que – afirmou – passa por um momento de “muitas incertezas”. 

“O desafio das exportações brasileiras é atingir uma competitividade mais horizontal. Nós temos setores de excelência no Brasil, sobretudo na agroindústria, mas também na área industrial, mas é preciso que essa competitividade se alastre pela economia como um todo. Acho que esse é um grande desafio que está no radar desse governo, pelo menos em todas as conversas que tivemos, deram a entender que essa é uma das prioridades e eu acho que esse é um caminho a ser seguido”.

Exportação de países em desenvolvimento

O diretor-geral da OMC destacou que a maior dificuldade dos produtores dos países em desenvolvimento que exportam não é de ordem tarifária, e sim de uma justa adequação dos produtos aos padrões internacionais.

“A OMC está desenvolvendo ferramentas e instrumentos de alta tecnologia para que produtores exportadores possam planejar a comercialização de modo a atender esses padrões e colocarem seus produtos no mercado internacional. São sobretudo requisitos como rotulagem, embalagem, informação de conteúdo, de preparo do produto dentro dos padrões sanitários vigentes”.

 

 

 

“Eu sou uma mistura, então minha música é mestiça”, diz violonista pernambucana Fernanda Primo

“Em tempos de segregação no Brasil, jovens são os mais atacados”, diz professor em Paris

Crise na Igreja Católica brasileira é uma das razões da diminuição de fiéis, explica sociólogo

“Discurso de ódio de Bolsonaro favorece ataques contra imprensa”, diz representante da RSF no Brasil

“Torre das Donzelas é um convite à resistência”, diz cineasta que reviveu presídio feminino durante a ditadura

“Acredito na resiliência do setor cultural”, diz assessor da Ancine sobre riscos para fomento

“Não queremos reviver luta armada”, diz diretora de documentário sobre ex-guerrilheiro

“Somos massacrados pela música comercial da pior qualidade”, diz trombonista Raul de Souza

Brasil rejeita presença africana desde século 19, diz Beatriz Mamigonian, especialista em escravidão moderna

“Bolsonaro é uma ameaça aos indígenas do Brasil”, diz cacique Tanoné em visita à França

Professor da Unicamp apresenta em Paris dispositivo alternativo para imersão sonora

Atualidade política inspira 21ª edição do Festival de Cinema Brasileiro de Paris

“Eu nunca me aquietei artisticamente”, diz cantora Flávia Bittencourt em turnê pela Europa

Escritora italiana Lisa Ginzburg lança livro de amor e tragédia no Brasil dos orixás

Filme sobre destruição de marco zero do Rio traz triste paralelo com atualidade

DJ Marcelinho da Lua lança álbum “Insolente” e diz: “Mundo atual está precisando de provocação”

Arte “ecológica” de Manfredo de Souzanetto volta a ser exposta na Europa

Apesar dos retrocessos no país, literatura brasileira vive um bom momento, avalia Henrique Rodrigues