rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Brasil-Mundo
rss itunes

Brasileira é coroada rainha do Carnaval da Suécia

Por RFI

Rainha de Bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, no Rio de Janeiro, e também da escola de samba Vai-Vai, de São Paulo, a paulistana Camila Silva foi consagrada neste fim de semana como a Rainha do Carnaval da Suécia. Camila foi a estrela do carnaval sueco, que há 26 anos é realizado em Estocolmo no mês de março.

Claudia Wallin, correspondente da RFI em Estocolmo

“É a primeira vez na Suécia, eu estou muito feliz. Quando eu recebi esse convite para ser Rainha do Carnaval da Suécia, eu fiquei encantada. Principalmente por levar para a Europa uma cultura tão nova, do nosso Brasil. Eu quero muito que as pessoas entendam que a nossa maior festa popular é feita por pessoas humildes, que lutam muito para preparar esse desfile do carnaval, que é encantador para todos nós“, disse Camila Silva em entrevista à RFI.

O Carnaval de Estocolmo, que segundo os organizadores é o maior baile de carnaval do norte da Europa, reúne todos os anos quase dois mil foliões. O baile é realizado em um espaço fechado, com quatro pistas de dança e cerca de 120 artistas que se revezam no palco. O fundador do Carnaval da Suécia é o sueco Johan von Friedrichs, que já foi casado com uma brasileira, a cantora Dalila.

“A ideia de convidar Camila Silva para o carnaval de Estocolmo de 2019 nasceu através de conhecimentos e contatos que temos no mundo do samba no Rio de Janeiro, e também em São Paulo”, disse Johan à RFI. “Através de uma amiga nossa, Viviane Gonçalves Tejding, que conhece bem a Camila, conseguimos convidá-la para nosso evento aqui na Suécia. Camila adorou, e topou. E para nós, é uma grande honra ter uma personalidade, uma celebridade como Camila Silva aqui no nosso grande evento”, acrescentou ele.

Johan von Friedrichs é também o criador do Bar Brasil – que não é exatamente um bar, como ele diz, e sim um “clube móvel” que desde 1993 promove festas e eventos brasileiros em diferentes espaços culturais de Estocolmo.

Rainha de Bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel (RJ) e também da Vai-Vai (SP), a paulistana Camila Silva foi consagrada neste fim de semana como a Rainha do Carnaval da Suécia. Ztefan Berthan

Mensagem aos europeus

Camila, de 32 anos, diz que a presença no Carnaval da Suécia é uma oportunidade para passar uma mensagem para os europeus:

“A principal mensagem que eu quero mostrar é que nós brasileiros, apesar de passamos por momentos políticos e econômicos bem complicados, não perdemos a nossa alegria e a nossa esperança em melhorias. Uma prova disso é o carnaval, que sempre fala de temas importantes, de reflexão, de um jeito alegre”, destaca Camila.

Além de estrela do samba, Camila também é atriz. Ela estudou dramaturgia, e chegou a ser par romântico do ator Cauã Reymond na minissérie Dois Irmãos, exibida pela Rede Globo em 2017. Mas a paixão pelo carnaval é mais antiga: Camila conta que sua relação com o samba começou já na infância, quando ela acompanhava a mãe nos ensaios do carnaval de São Paulo.

“Desde criança, eu sempre fui muito encantada pelo carnaval. Minha mãe me levou muito pequena para acompanhar os ensaios de escolas de samba. Minha primeira escola de samba foi a Combinados de Sapopemba, em São Paulo, e de lá para cá eu não parei mais. E tenho muito orgulho de dizer que já passei por grandes agremiações, até chegar na Vai-Vai e também na Mocidade Independente de Padre Miguel”.

Depois dessa primeira passagem pela Suécia, Camila Silva já pensa em voltar: a ideia é comandar uma série de workshops para ensinar aos europeus a arte do samba no pé.

“Este ano, no Carnaval de Estocolmo de 2019, eu só farei apresentações para o público, e deixar aquele gostinho de quero mais, para quem sabe voltar em outra oportunidade somente para dar essas aulas. De qualquer jeito, qualquer um pode aprender a sambar. O samba no pé está muito mais na alma e no modo como sentimos a música, do que em um jeito certo de sambar. O que fazemos é ensinar alguns passos, bem característicos, somente. E deixar o corpo e a alma levar.”

Foliões europeus admiram passos de Camila Silva, a paulistana coroada rainha do Carnaval da Suécia. Ztefan Berthan

Inspirada na obra de Guimarães Rosa, Bienal de Arte de Coimbra destaca artistas brasileiros

Grupo vocal Coralzim integra imigrantes em Lisboa sob a batuta de Leandro Bomfim

Políticas corporativas de gênero atraem novos talentos, dizem advogadas brasileiras em Londres

João Kopke: o luso-brasileiro que mostra o melhor de Portugal através do surfe

Descoberta em Paris, acrobata carioca hoje brilha nos palcos da Alemanha

Famílias brasileiras contam como filhos se adaptam a escolas portuguesas

Músico brasileiro vira celebridade em Israel depois de participar de reality show

Cozinha dos afetos, a relação entre comida e memórias dos brasileiros que vivem em Portugal

Jovem ativista indígena brasileira participa da Cúpula do Clima da ONU

Atacado pelo governo de Bolsonaro no Brasil, educador Paulo Freire é celebrado na Suíça

Navio-escola Brasil atraca pela primeira vez em Israel com maior turma de aspirantes da história

Instituições brasileiras que combatem a cegueira ganham destaque com prêmio na Europa

Estudo de cientista brasileira sobre ligação entre células inova no combate de várias doenças

Israel: brasileira ensina hebraico online para recém-chegados e fãs do Velho Testamento

Empresária brasileira aposta em brigadeiros para conquistar consumidores israelenses

Em Portugal, brasileiros são os imigrantes que mais recorrem a programa de retorno ao país de origem

Brasileiros expatriados criam canais nas redes sociais com dicas sobre viver em Portugal