rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Tunísia : Boca de urna aponta vitória do professor Kais Saied
Brasil-Mundo
rss itunes

Cozinha dos afetos, a relação entre comida e memórias dos brasileiros que vivem em Portugal

Quando estamos longe do lugar onde nascemos e vivemos, alguns alimentos ou pratos que preparamos ganham significados carregados de afeto e saudade. A relação estreita entre comida e memórias afetivas é percebida nas histórias de brasileiros que estão de passagem ou vivem em Portugal.

Fábia Belém, correspondente da RFI em Lisboa

Geisa Fronteira é de Pernambuco e cresceu comendo cuscuz à base de milho no café da manhã. Quem preparava era a mãe, “para dar força e sustentar o resto do dia”, conta ela com saudosismo.

É em Santarém, a cerca de 80 km de Lisboa, que Geisa trabalha como ajudante de cozinha e vive com os três filhos e o marido português. A pernambucana deixou o Brasil há 14 anos e faz questão de preservar as tradições da culinária da terra natal na casa portuguesa: prepara variados pratos com leite de coco na Semana Santa e comidas à base de milho durante as festas juninas. “Quando eu como cuscuz, é o mesmo que estar em casa, perto da minha família, perto dos meus pais, principalmente”, sublinha Geisa.

Cozinha dos afetos

A professora titular de Antropologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Maria Eunice Souza Maciel, especialista em Antropologia da Alimentação, explica que depoimentos com o de Geisa Fronteira vão ao encontro do que classifica de “cozinha dos afetos”. “É aquela cozinha que remete à terra natal, à infância, a bons momentos. Remete a sentimentos que são valiosos para a pessoa”, salienta Souza Maciel.

Na opinião dela, que também é pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), preparar algum prato da “cozinha dos afetos” é mexer com a memória - não só com a racional, acrescenta, mas com “aquela memória que traz emoção e afeto juntos”.

O primeiro churrasco em Portugal

Nas memórias afetivas da gaúcha Bruna Bottin, a tradição do churrasco não poderia ficar de fora. “Desde que eu sou muito pequena, eu convivo no meio do churrasco, seja nos churrascos da minha avó, na infância, ou quando fui ficando mais velha e fazia churrascos com os amigos da escola, da faculdade”, lembra.

A gaúcha Bruna Bottin faz churrascos na varanda de casa, perto de Porto. RFI/ arquivo pessoal

Produtora de conteúdo e editora de um site, Bruna vive em Vila Nova de Gaia, cidade do distrito do Porto. Chegou há sete meses e logo fez o primeiro churrasco na varanda da casa, com vista para a cidade do Porto. “Foi sensacional: aquele sentimento de estar em casa, perto da minha irmã, do meu pai”, relata.

O Brasil nas prateleiras

Nos mercados especializados em produtos brasileiros em Portugal, sempre há alguém em busca de aliviar a saudade. Anni Broietti e o marido têm seis lojas. Ela diz que tenta ter nas prateleiras “um pouquinho de tudo”: erva-mate para chimarrão, flocos de milho para cuscuz, farinha para tapioca, doces de goiaba e muitos outros produtos de cada região do Brasil.

O músico baiano Demétrius Souza Sena saiu do mercado com uma sacola cheia. Ele mora na Suíça, mas é em Portugal que compra os produtosque vêm do Brasil. Farinha de mandioca é o que mais gosta. “Pra mim, que sou baiano, é o ingrediente que não pode faltar na minha casa. Faz parte assim da minha cultura.”

Cheiro de pão

Todos os dias, em Lisboa, o mineiro Philippe Anthony Pessoa Contaiffer sai do salão onde trabalha como cabeleireiro e segue em direção ao mercado da Anni para comprar o pão que comia no Brasil. Conta que cruza a rua já com receio de não encontrar o alimento com gosto de casa. “Tomara que ainda sobre um bocado porque, geralmente, muita gente vem e compra de uma vez. Muitas vezes eu cheguei aqui e não tinha pão; só tinha o cheiro”, lamenta Philippe, aos risos.

Mineiro Philippe Anthony Pessoa Contaiffer corre à padaria para comprar o disputado pãozinho francês brasileiro. Fábia Belém/ RFI

João Kopke: o luso-brasileiro que mostra o melhor de Portugal através do surfe

Descoberta em Paris, acrobata carioca hoje brilha nos palcos da Alemanha

Famílias brasileiras contam como filhos se adaptam a escolas portuguesas

Músico brasileiro vira celebridade em Israel depois de participar de reality show

Jovem ativista indígena brasileira participa da Cúpula do Clima da ONU

Atacado pelo governo de Bolsonaro no Brasil, educador Paulo Freire é celebrado na Suíça

Navio-escola Brasil atraca pela primeira vez em Israel com maior turma de aspirantes da história

Instituições brasileiras que combatem a cegueira ganham destaque com prêmio na Europa

Estudo de cientista brasileira sobre ligação entre células inova no combate de várias doenças

Israel: brasileira ensina hebraico online para recém-chegados e fãs do Velho Testamento

Empresária brasileira aposta em brigadeiros para conquistar consumidores israelenses

Em Portugal, brasileiros são os imigrantes que mais recorrem a programa de retorno ao país de origem

Brasileiros expatriados criam canais nas redes sociais com dicas sobre viver em Portugal

Cineasta brasileiro apresenta filme sobre ator uruguaio George Hilton em festival de Milão

Jovem talento de Paraisópolis tem experimento testado em parceria com a Nasa

Estilista Napoleão César celebra carreira na Itália com explosão de cores

Visão modernista do paisagista Burle Marx é destaque em exposição em Nova York