rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Doença Genebra Malária OMS

Publicado em • Modificado em

Relatório sobre malária mostra que doença progrediu, diz OMS

media
Criança recebe vacina-teste para combater a malária em uma clínica no Quênia. Reuters

Em seu novo relatório anual sobre o Malária, divulgado nesta segunda-feira em Genebra e em Monróvia, a Organização Mundial da Saúde indica uma progressão da doença entre 2004 e 2009, além de uma diminuição da distribuição de medicamentos. A maior parte das vítimas são crianças menores de cinco anos.


De acordo com o relatório divulgado pela organização, “o financiamento mundial da prevenção e da luta contra a malária se estabilizou entre 2010 e 2012, e a distribuição de alguns produtos se tornou mais lenta.” O total de recursos disponíveis para o combate da doença chegam a 2,3 bilhões de dólares, ou seja, a metade do que seria necessário para enfrentar o problema. Em 2010, segundo estimativas, cerca de 219 milhões de casos foram registrados em todo o mundo, num total de 660 mil mortes. Mais de 80% dos casos aconteceram em 14 países : os mais atingidos são o Congo e a Nigéria, onde vivem 40% das vítimas.

Paralelamente, o número de mosqueteiros com inseticida distribuídos nos países mais atingidos da África subsariana passou de 145 milhões em 2010 para 66 milhões em 2012. De acordo com o relatório, pelo menos 50 países estão no caminho para reduzir em 75%, até 2015, a taxa de incidência da Malária. As vendas de testes para diagnosticar a doença também aumentaram entre 2010 e 2011, passando de 88 para 155 milhões de unidades.

A OMS também indicou que vários remédios estão sendo testados e poderiam chegar ao mercado dentro de 5 ou 6 anos. Um novo medicamento, fabricado pelo laboratório Novartis, está em fase de testes clínicos. De acordo com a organização, apenas 15% dos medicamentos testados em fase 1 são homologados.O relatório 2012 sobre a Malária no mundo é um recapitulativo das informações provenientes de 99 países, onde ainda há transmissão da doença. A Malária é uma doença que pode ser evitada e tratada. A maior das vítimas são crianças menores de cinco anos.