rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

NASA Espaço Foguete Estação Espacial Internacional (ISS)

Publicado em • Modificado em

Nave espacial Soyuz chega à ISS com três astronautas a bordo

media
Rastro da nave espacial Soyuz TMA-17M em Baikonur Baikonur, Kazakhstan, 23 de julho de 2015 REUTERS/Shamil Zhumatov TPX IMAGES OF THE DAY

Três astronautas chegaram nesta quinta-feira (23) à Estação Espacial Internacional (ISS), a bordo de uma nave espacial Soyuz, que partiu do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com dois meses de atraso devido a um problema técnico. O foguete foi tripulado pelo cosmonauta Oleg Kononeko, pelo astronauta da Nasa Kjell Lindgren e pelo japonês Kimiya Yui.


"Estabelecemos contato", declarou um narrador da Nasa enquanto o veículo espacial manobrava a 402 km da superfície terrestre.

A operação era muito esperada, após o fracasso em abril do lançamento da nave Progress para levar suprimentos à Estação Espacial Internacional, o que obrigou os responsáveis russos a adiar a viagem dos três astronautas em direção à ISS, a princípio prevista para o fim de maio.

O novo trio de astronautas que chegam à ISS irão completar uma missão espacial de 163 dias. A tripulação elegeu como mascote desta viagem o robô R2-D2, um dos personagens emblemáticos de "Guerra nas Estrelas", que servirá de indicador da saída do campo de gravidade terrestre quando começar a flutuar na ausência de gravidade.

Experiências robóticas

Na ISS, os astronautas devem realizar vários experimentos científicos, relacionados sobretudo ao controle de robôs à distância. Na estação serão recepcionados pelos russos Guennadi Padalka e Mikhail Kornienko e pelo astronauta da Nasa Scott Kelly.

Dezesseis países participam na ISS, posto avançado e laboratório em órbita desde 1998, que custou no total US$ 100 bilhões, financiados em sua maior parte por Rússia e Estados Unidos. A Rússia fornece o módulo principal da estação, que abriga os motores-foguetes, e as naves Soyuz, que são as únicas que podem transportar as tripulações da estação orbital, desde o fim dos ônibus espaciais americanos.